Marcelo Rebelo de Sousa em Espanha para debater futuro da universidade

O encontro ibero-americano arranca hoje em Salamanca

21 Mai 2018 / 08:44 H.

A universidade, o futuro da educação e investigação e a importância da academia no desenvolvimento social e territorial vão estar em debate num encontro ibero-americano de reitores, que arranca hoje em Salamanca, com a presença do Presidente da República.

O IV Encontro Internacional de Reitores Universia, uma rede ibero-americana de universidades e politécnicos, decorre hoje e terça-feira em Salamanca, Espanha, no Palácio de Congressos e Exposições de Castilla e León, e conta com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na sessão inaugural do evento, ao lado do rei de Espanha, Felipe VI, do secretário-geral da OCDE, Angel Gurría e da presidente da rede Universia e do banco Santander, Ana Botín.

O evento decorre sob o lema ‘Universidade, Sociedade e Futuro’, e, segundo a organização, será “um espaço de debate em que os peritos de todo o mundo irão aprofundar as bases da Universidade, o seu presente e futuro imediato”, na presença de representantes de academias de países como Portugal, Espanha, Brasil, Argentina, Chile, Perú, México e Colômbia.

Irão assistir mais de 700 reitores e representantes académicos de todo o mundo, personalidades da política, de empresas e de instituições nacionais e internacionais”, refere um comunicado sobre o evento.

A representação portuguesa no encontro terá 28 reitores e presidentes de politécnicos e nove vice-reitores, correspondentes a 30 instituições de ensino superior nacionais, marcando presença os reitores das universidades de Coimbra, Nova de Lisboa, do Minho, da Beira Interior e de Trás-os-Montes e Alto Douro, entre outras.

“O debate irá centrar-se em três eixos temáticos de especial interesse para o mundo académico: ‘Formar e aprender num mundo digital’, ‘Investigar na Universidade, um paradigma em revisão?’ e ‘A contribuição da universidade para o desenvolvimento social e territorial’”, refere o comunicado.

As conclusões do encontro são apresentadas na terça-feira, ficando registadas na ‘Declaração de Salamanca’, “com o compromisso das autoridades e reitores assistentes para que a Universidade avance, através de acções concretas, em consonância com as necessidades da sociedade do século XXI”.