Governo dos Açores quer tornar habitações mais seguras para os idosos

17 Out 2018 / 22:11 H.

O Governo dos Açores anunciou hoje que pretende apoiar intervenções em cerca de 180 moradias particulares, para eliminar os elementos arquitetónicos que constituam risco de queda para os idosos.

O anúncio foi feito hoje, na cidade da Horta, pelos secretários regionais da Saúde e da Segurança Social, durante uma sessão de sensibilização destinada às autarquias locais e aos profissionais da Segurança Social, que serão parceiros do executivo nesta tarefa.

“O que se pretende é tornar a casa um ambiente mais seguro e, assim, prevenir as quedas, porque as quedas são, de facto, fatores de isolamento, fatores de dependência e, naturalmente, fatores de exclusão”, explicou, na ocasião, a secretária regional da Solidariedade Social, Andreia Cardoso.

A governante apelou a todos que ajudem a detetar situações que carecem de “correção”, como a transformação de escadas em rampas, a colocação de corrimãos, ou a troca de banheiras por chuveiros.

Esse trabalho de sinalização deverá ficar concluído até ao final do ano e passa pela identificação, por parte da comunidade, dos casos às juntas de freguesia ou diretamente ao serviço local da Direção Regional da Habitação.

O Centro de Saúde do Faial também irá realizar ações de sensibilização junto das equipas das instituições da área social que trabalham com idosos ou pessoas com deficiência, nomeadamente junto dos Serviços de Apoio Domiciliário e Centros de Dia, para ajudar nesse trabalho de sinalização.

Segundo dados divulgados pela Direção-Geral de Saúde, mais de 65% dos acidentes com cidadãos de 65 anos ou mais ocorre em casa e durante a realização de atividades domésticas do dia a dia (andar, tomar banho, subir ou descer escadas, entre outras).

Outras Notícias