Ex-chefe da gabinete de António Costa assume presidência da FLAD

Lisboa /
02 Mar 2019 / 12:05 H.

A ex-chefe de gabinete do primeiro-ministro, António Costa, Rita Faden, assumiu formalmente a presidência do conselho de administração da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD), disse hoje à Lusa fonte da instituição.

Rita Faden desempenhou as funções de chefe de gabinete do primeiro-ministro até outubro de 2018, regressando nessa altura ao seu lugar de origem de directora-geral do Departamento de Assuntos Jurídicos do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Com uma longa carreira nas áreas dos Negócios Estrangeiros, Assuntos Europeus, Justiça, Segurança e Defesa, Rita Faden exerceu vários cargos de liderança na Administração Pública em Portugal.

Além de Rita Faden, o conselho de administração da FLAD passa a integrar ainda Elsa Henriques e James J. Kelly, que fazem igualmente parte do conselho executivo da FLAD.

Elsa Henriques é doutorada em Engenharia Mecânica pelo Instituto Superior Técnico, onde é professora associada, enquanto o norte-americano James J. Kelly foi sócio da Pacific Crest Securities, uma empresa de investimentos que opera na área da gestão e aconselhamento a empresas do sector tecnológico.

A nova presidente da FLAD substitui o especialista em ciência política e relações internacionais Vaso Rato.

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento é uma instituição portuguesa, privada e financeiramente autónoma.

Tem por missão contribuir para o desenvolvimento de Portugal, através do apoio financeiro e estratégico a projectos inovadores e do incentivo à cooperação entre a sociedade civil portuguesa e americana.

A Fundação foi criada em 1985, pelo Estado português, fruto de um acordo diplomático celebrado com os Estados Unidos da América com vista à criação de uma instituição de direito privado que de forma perene, flexível e autónoma, promova as relações entre Portugal e os Estados Unidos, visando, com este intercâmbio, o desenvolvimento económico, social e cultural português.