Estrangeiros rendidos a Portugal

Hacker Rui Pinto volta às capas, que dão destaque hoje aos conteúdos proibidos do Facebook e aos resultados do futebol. Nas chamadas, também as eleições na Madeira

20 Set 2019 / 10:13 H.

Dois mil estrangeiros por dia pedem para ficar em Portugal. A concessão de vistos de residência cresceu 68% nos primeiros sete meses do ano, coloca em manchete o JN. Os serviços estão entupidos, face ao grande número de solicitações.

Segredos da Justiça nas mãos de pirata, escreve o Correio da Manhã. Rui Pedro terá tido acesso aos casos Operação Marquês de Pombal e BES, de resto um tema que se estende a várias outras capas em chamadas menores. Também no jornal, um balanço aos Braga, Porto e Sporting nas competições internacionais e chamada para o caso do Ângelo Rodrigues, que continua em perigo com bactérias resistentes. Segundo esta publicação, a cirurgia plástica não correu como previsto.

“Emissões enormes” de CO2 levam ambientalistas a chumbar a opção pela construção do novo aeroporto no Montijo, coloca em garrafais o Público. Consulta pública terminou com número recorde de participações.

Ano lectivo arranca sem denúncias sobre praxe abusiva, prefere o Diário de Notícias. “O que mudou?”, pergunta. Na imagem, um desenho: Magalhães fez-se ao mar há 500 anos, uma viagem que se tornou a primeira de circum-navegação.

O i coloca o buraco de uma fechadura para que as pessoas possam entrar no mundo da revisão de conteúdos do Facebook. O tema em destaque fala sobre o trabalho de revisão nesta rede social, um trabalho que leva que que dezenas de funcionários fiquem de baixa devido às imagens de “violência, nudez e bulllying”. A Maçonaria e Tiago Guedes, realizador de ‘A Herdade’, também estão em destaque. O fim-de-semana é de culto na opinião do jornal, com os 40 anos do primeiro álbum dos U2 e os 25 da série ‘Friends’. As eleições na Madeira passam pela capa do matutino. “Albuquerque quer maioria absoluta, Cafôfo ainda sonha com vitória”, escreve.

“As contas difíceis das eleições na Madeira” é a chamada do Negócios sobre o exercício de domingo. Em manchete, o jornal apresenta “Construtoras e Iberdrola em guerra no alto do Tâmega”.

“Parlamento envia ao Ministério Público nomes de bancários que aprovaram créditos ruinosos”, diz a notícia principal do Económico, a apresentar em grande uma entrevista a João Oliveira, líder parlamentar do PCP. Sondagem revela que saúde e reformas são mais importantes do que baixar o IRS.

Nos desportivos, A Bola divide a capa em três, para os três clubes que jogaram fora. “Bravos”, “Revoltados” e “Gratos” resume os jogos do Braga, Sporting e Porto. “Copo meio cheio”, escreve O Jogo, colocando em maior os azuis e brancos. O Record opta por “Altos e baixos” e coloca em capa além dos três referidos jogos, ainda o jogo do Guimarães.

Outras Notícias