Esboço do Orçamento e risco de pobreza em destaque na imprensa

Lisboa /
17 Out 2019 / 10:37 H.

“Centeno aumenta apertos na função pública” faz manchete hoje no Correio da Manhã, acrescentado o jornal que os aumentos serão modestos e que o esboço do Orçamento trava aumentos acima da inflação.

O JN noticia que falha no Multibanco permitiu desviar milhares de euros, aproveitando períodos de actualização de software e lesou 18 instituições. A imagem principal é dos distúrbios em Barcelona provocados pelo confronto entre independentistas e a polícia. Ainda a notícia de que o Ministro das Finanças segura 620 milhões para negociar acordos.

No Público, a notícia principal é ‘Supervisor abre porta à saída de Tomás Correia do Montepio’. Autoridade de Supervisão dos Seguros terá concluído que o gestor não tem condições para continuar.

O Diário de Notícias hoje marca a actualidade pela positiva e assinala o Dia Internacional Para a Erradicação da Pobreza. “Risco de pobreza em Portugal nunca foi tão baixo”. É o mais baixo de sempre, diz, 17,3% da população. Ainda assim, o país ainda não atingiu a média da União Europeia. A ganhar destaque também o terceiro dia de confrontos em Barcelona, com o primeiro-ministro espanhol a não colocar de parte qualquer cenário. Eduardo Cabrita partilha crítica ao afastamento da mulher também merece presença na primeira página.

Relação confirma 15 anos de prisão para Oliveira e Costa, no caso BPN. É a manchete do i. O risco de pobreza não era tão baixo desde 2003, diza versão deste diário. A fasquia situa-se nos 460 euros mensais, escreve. Acrescenta ainda que uma em cada três pessoas não tem capacidade para pagar despesas inesperadas. Ainda chamada para o esboço do Orçamento, que aponta para o primeiro défice zero em democracia. Algumas das medidas estão na edição desta quinta-feira.

Banca exige indeminização à Infraestruturas de Portugal pela Algarve Litoral, coloca em garrafais o Negócios. Em grande a promoção do ministro Siza Vieira que é elogiada pelos empresários, e o esboço do Orçamento, com Governo a prever gastar mais 400 milhões em gastos extra e irrepetíveis.

A Visão recorda Gago Coutinho, o “rebelde esquecido” na sua edição desta quinta-feira. A vida extraordinária do viajante, geógrafo, explorador, historiador, cientista e desportista é o tema de capa. Na Sábado está Rui Pinto. O interrogatório e todos os alvos do hacker português são abordados neste número da revista.

Nos desportivos, o Record escreve “Três de uma vez”, remetendo para a renovação dos contratos de Ferro, Grimaldo e Jota no Benfica. A Bola volta-se para o Sporting e entra nos sonhos do treinador Silas. O Jogo veste-se de azul e diz que está “Tudo a Jogo”, revelando que o treinador do FC Porto aproveita a Taça de Portugal para chamar jogadores de segunda linha.