Donativos de empresas em Portugal sobem para 188,6 ME em 2018

21 Fev 2020 / 04:15 H.

Os donativos das empresas em Portugal atingiram 188,6 milhões de euros em 2018, mais 15,6% face a 2014, último ano com dados disponíveis, divulgou ontem a Informa D&B.

De acordo com o “Retrato dos Donativos em Portugal” da Informa D&B, o montante global dos donativos das empresas em Portugal cifrou-se em 188,6 milhões de euros em 2018, representando um aumento de 15,6% na comparação com 2014 -- último ano para o qual a Informa D&B tinha dados disponíveis e comparáveis -- e foi realizado por 65 mil empresas, um número superior em 21% em relação a 2014.

O estudo refere que as 65 mil empresas representam cerca de um quinto de todo o tecido empresarial português, adiantando que 85% do valor global dos donativos provém de empresas não financeiras.

Em 2018, 34% das empresas que efetuaram donativos fizeram-no consecutivamente nos últimos cinco anos, representando quase três quartos do valor total.

Este facto revela uma “maior regularidade” neste comportamento face a 2014, já que nessa altura pouco mais de metade do valor em donativos era efetuado por empresas que mantinham este compromisso durante cinco anos, lê-se no documento.

Apesar do crescimento, a evolução dos donativos “não tem acompanhado a melhoria do desempenho das empresas” e, em relação ao seu volume de negócios, os donativos continuam a representar 0,1%, tal como em 2014.

Face aos resultados das empresas antes de impostos, os donativos sofreram uma queda de 1,8% para 1,1% entre 2014 e 2018.

Mais de metade (55%) do montante total de donativos das empresas não financeiras tem origem nas pequenas e médias empresas (PME) e microempresas, indicam os dados divulgados no “Retrato dos Donativos em Portugal”, explicitando que as microempresas são responsáveis por 26% do valor, as pequenas empresas por 13% e as médias empresas por 16%.

“Embora em muito menor número, as grandes empresas continuam a representar quase metade do valor total dos donativos”, pode ler-se no trabalho, que indica também que o valor médio dos donativos entre as grandes empresas é de 150 mil euros.

Neste capítulo destaca-se um grupo de empresas “muito reduzido”, mas com donativos superiores a 500 mil euros cada uma, assinala ainda a Informa D&B.

Os setores do retalho, serviços empresariais, banca e seguros, indústrias e grossistas concentram 76% do valor total dos donativos.

No setor das energias e ambiente, uma percentagem muito reduzida de entidades é responsável por 6% do total destes apoios.

Por concentrar o maior número de grandes empresas, a Área Metropolitana de Lisboa representa mais de metade (51%) do valor total dos donativos, ainda que apenas 20% das empresas registem esta prática.

No Norte, a percentagem de empresas a fazer donativos é de 37%, a mais alta de todas as regiões, com um valor que corresponde a 27% do total dos donativos