Dezenas de quedas de árvores em oito distritos do continente

País /
02 Mar 2020 / 09:03 H.

Dezenas de quedas de árvores, de estruturas e pequenas inundações foram registadas até cerca das 07 horas de hoje em oito distritos do continente, que estiveram sob aviso laranja durante a madrugada por casa da chuva e vento.

Em declarações à Lusa fontes dos Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) dos distritos de Viseu, Porto, Guarda, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra, Castelo Branco e Braga adiantaram que registaram até cerca das 07 horas de hoje dezenas de ocorrências relacionadas sobretudo com quedas de árvores, mas também devido à queda de estruturas e pequenas inundações.

De acordo com os CDOS, não há feridos, nem foram registados danos materiais relevantes.

Às 07h20, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) tinha, no seu ‘site’ a indicação de 18 ocorrências em aberto, sendo o distrito de Viseu o que tinha mais situações por resolver, oito.

Aqueles distritos estiveram sob aviso laranja, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) por causa da previsão de chuva forte e persistente, acompanhada de trovoadas e rajadas fortes e vento forte do quadrante oeste, com rajadas até 85 quilómetros por hora, sendo de 120 quilómetros por hora (Km/hora) nas terras altas.

Estes distritos passaram, entretanto, a aviso amarelo apenas para a previsão de vento forte com rajadas até 85 km/h, diminuindo gradualmente para 70 km/h, e de 110 km/h nas terras altas.

Este aviso amarelo vai estar em vigor até às 18 horas de hoje.

No domingo, ANEPC tinha emitido um aviso à população dos distritos de Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Porto, Viana do Castelo e Viseu, devido ao agravamento das condições meteorológica.

Na nota, a ANEPC indicava que estavam previstos períodos de chuva, temporariamente intensa a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela até final da manhã, tornando-se forte e persistente a partir do final da tarde.

O aviso, emitido com base nas previsões do IPMA, referia também a probabilidade de ocorreram trovoadas e rajadas fortes, com possibilidade de queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela, e vento moderado a forte.

A ANEPC destacava também a possibilidade de ocorrência de fenómenos extremos de vento, em particular no litoral, um aumento da agitação marítima na costa ocidental a norte do cabo Raso, com ondulação acima de quatro metros de altura.