25 Abril: Mural com 80 metros quadrados das ‘Três Marias’ inaugurado em Cerveira

23 Abr 2019 / 04:35 H.

Um mural com 80 metros quadrados, das “Três Marias”, pintado por um artista brasileiro em Vila Nova de Cerveira, para “perpetuar a liberdade de expressão”, vai ser inaugurado no dia 25, informou o município.

A instalação artística ao ar livre, criada pelo artista plástico Elton Hipólito, natural de São Paulo (Brasil), a convite da Câmara de Vila Nova de Cerveira, no distrito de Viana do Castelo, está situada junto ao Baluarte de Santa Cruz.

A inauguração da obra está integrada no programa comemorativo do 45.º aniversário do 25 de Abril promovido pela autarquia.

Em 1971, as escritoras Maria Teresa Horta, Maria Isabel Barreno e Maria Velho da Costa lançaram a obra “Novas Cartas Portuguesas”, que revelava ao mundo a existência da discriminação contra a mulher em Portugal.

Acusadas pelo Estado português de terem escrito um livro pornográfico e atentatório da moral pública e bons costumes, as ‘três Marias’ ficariam conhecidas em todo o mundo pelas repercussões deste julgamento, classificado como a primeira causa feminista internacional.

O julgamento não chegou ao fim porque surgiu, entretanto, a Revolução dos Cravos, em 25 de abril de 1974.

Com inauguração marcada para quinta-feira, às 16:15, a obra de Elton Hipólito “enaltece os valores da dignidade, coragem e liberdade plasmados no julgamento de três escritoras portuguesas durante o antigo regime”, refere a nota do município.

Em 2016, durante uma residência artística realizada em Vila Nova de Cerveira, o mesmo autor pintou um mural com mais de oito metros evocando o escultor José Rodrigues, falecido em setembro desse ano.

A homenagem a José Rodrigues, um dos fundadores da Bienal de Arte de Vila Nova de Cerveira, a mais antiga do país, que se realiza desde 1978, foi promovida pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC).

A instalação artística localiza-se em frente ao espaço ajardinado onde se encontra a escultura “O Esforço”, do mestre José Rodrigues.

O mural, classificado como “projeto de arte pública”, intitula-se “Lacunas da Memória”.

Em Vila Nova de Cerveira, além do “Cervo” e do “Esforço”, José Rodrigues é o autor da peça “Navegações”, situada junto à margem do rio Minho e do espólio do Convento São Paio, na serra da Gávea, que adquiriu, restaurou e onde viveu.

O programa comemorativo do 25 de Abril em Vila Nova de Cerveira inclui ainda música, recital de poesia e uma exposição.

Tópicos

Outras Notícias