Mas que banguçada

Será verdade que o Presidente da Assembleia também interferiu de modo a que o indigitado diretor de Ortopedia não fosse nomeado???

13 Fev 2020 / 02:00 H.

Este título poderia ser bem pior, atendendo ao que se tem passado desde as últimas eleições regionais, mas ficamos por aqui em matéria de títulos.

Pensamos que já deve haver alguém a escrever mais uma telenovela baseada em elementos verdadeiros sobre os quase cinco meses que se passaram desde 22 de Setembro de 2019, tal é a variedade de factos, as provas de Força demonstradas à mistura com tanta incompetência, para além de ter sido o governo que demorou mais tempo a ser constituído e consta que ainda não está completo, nem fechado. Vê-se as gentes do CDS que estão no governo a falarem como se estivessem estado todo este tempo em coligação com o PSD, notando-se bem a sua absorção total e plena pelo partido maioritário, deixando descontentes os seus militantes e simpatizantes. Até pensamos que se as eleições fossem agora o CDS não teria o numero de deputados suficientes para dar a maioria ao PSD....

Nunca se viu um governo tão feito à medida das pessoas como este, cujos membros nem estuda os dossiers, limitando-se a olhar para eles, apenas de raspão....Veja-se o que se tem passado com a questão da aquacultura feita nos nossos mares, à medida do governo anterior e contra a opinião das pessoas. Nunca foi feito qualquer estudo dos locais que menos danos visuais e não só, provocariam na paisagem nem os efeitos colaterais das rações misturadas com antibióticos nos nossos fundos, bem perto das praias. Ou será que querem fazer novas praias amarelas, mas não com areia importada do Norte de África, tipo as que já existem e que foram batizadas de “praias Abel Xavier” (que era um jogador de raça negra que pintava o cabelo de amarelo)????

Nos últimos tempos temos tido a novela do SESARAM que é mesmo de bradar aos céus, onde o Governo confunde lugares técnicos com cargos políticos. Já era um sector com muitos problemas que penso serem difíceis de resolver e conseguiram arranjar mais uns tantos. Foi prometido ao CDS, como se de um lugar político se tratasse, na divisão de “bens” que os dois partidos fizeram. Houve uma primeira escolha que não foi aceite e a pessoa em causa fez o que um político sério faz: demitiu-se e não alinhou no que lhe prepararam. Um ato digno, demonstrando que viveria sem o tacho que lhe tinham prometido. Segue-se o próximo episódio. Novo candidato e desta vez os seus pares, médicos, prepararam-lhe a cama, ameaçando demitirem-se do lugar de diretores, alegando ilegalidades na forma. Eram só 33, incluindo a esposa do atual Secretário da Saúde fazia parte desse grupo, que poderia dar a entender qual a sua opinião. Miguel Albuquerque ameaça e pede que, quem não estivesse de acordo que se demitisse. QUEM MANDA SOU EU e depois as demissões foram recusadas. Em que ficamos? Prometem reuniões e mais reuniões e conversas que aqueles médicos, que aguentaram 45 anos, ou seja só agora se aperceberam que as nomeações eram políticas e disseram basta!! Será mesmo isso?

Será verdade que o Presidente da Assembleia Regional também interferiu de modo a que o indigitado diretor de Ortopedia não fosse nomeado??? Pela primeira vez assistimos a uma tomada de posse de um diretor clínico com a presença do Governo e o Presidente da Assembleia Regional. Por favor expliquem-se.

Dizem os médicos, que por aquilo que se viu nas fotografias são largamente maioritários do PSD, havia ilegalidades. Sim ilegalidades que não foram capazes de ver durante todos estes anos, ou será que nunca houve uma outra pessoa capaz num outro partido porque todos os que foram nomeados durante quatro décadas e meia não pertenciam ou tinham qualquer simpatia por outro partido que não o PSD? Chama-se a isto, deixar o “rabo de fora”...Logo a justificação da ilegalidade caiu por terra ou todos esses médicos foram operados às cataratas, no privado, e de repente passaram a ver!!!!!

Como a novela não estava completa, surge novamente “o liderzinho” parlamentar do CDS com novas revelações sobre os possíveis acordos propostos elo PS caso aquele partido aceitasse fazer coligação com o PS. Alguém acredita numa pessoa sem idoneidade, sem dignidade que “vazola” tudo o que pensa que sabe. Curiosamente o futuro líder do PS e candidato a Presidente do Governo Regional nas últimas eleições disse publicamente que nunca tinha falado com Lopes da Fonseca. Quem fala verdade? O que está a sofrer com “a Lua Cheia” ou aquele que conduziu as negociações por parte do PS. Para mim “um dos cangalheiros do CDS” parece não estar bem da cabecinha...

Duarte Caldeira Ferreira