Isto sim, são problemas!

Cristiano Ronaldo ajudou (mais uma vez) na realização de um sonho de mais um Menino

10 Jul 2019 / 02:00 H.

1. Perdidos nas bilhardices da praça, dos corredores e dos cafés, tantas e demasiadas vezes achamos que um “nosso amuo”, um “nosso desagrado”, um zig zag de interesses no meio laboral, as serenatas de carpideiras no meio partidário (que abundam sobretudo em vésperas de eleições) é o pior mal do planeta. Andamos enganados!

Antes disto há o verdadeiro problema!

O verdadeiro drama. A Bebé Matilde foi um dos exemplos mais recentes do que é um problema. Uma situação triste sem resolução à luz da intervenção política e dos poderes de estado. Em que as promessas partidárias de 100 ou SEM compromissos valem zero para os pais que sofrem diariamente.

Os da Matilde e os de tantos outros bebés que por circunstâncias ou infortúnios nasceram sem a possibilidade de ter uma vida normal. Ninguém aceita que um bebé nasça numa condição dependente de um medicamento que custa uma fortuna e que os poderes públicos de estado não resolveram... Se as Matildes deste país fossem um Banco... seria tudo simples. Aos milhões! É nesta crueldade de um país dito civilizado que afundamos na tristeza destes que são verdadeiros problemas.

A história de vida do Menino de 9 anos, o Paulo Renato, divulgada por este matutino é outro verdadeiro problema. Cristiano Ronaldo ajudou (mais uma vez) na realização de um sonho de mais um Menino (que tal como tantos outros meninos, sonham em ter um qualquer mimo de CR).

Terá passado pelo coração de Cristiano Ronaldo que aquele presente – uma mera bola e umas meras chuteiras – não resolvem o verdadeiro problema do Paulo Renato. Nenhum destes presentes lhe dá o dom da vida igual, a outros tantos meninos.

É nisto que tantas e tantas vezes nos perdemos. Esquecemo-nos de valorizar o estado de boa saúde que os nossos filhos têm. Nem piar com uma gastro ou em virose de creche que os põe de quarentena! Isso não são problemas.

2. A semana fica igualmente marcada por uma notícia divulgada no matutino da concorrência. Uma jovem com 19 anos “drogada e violada” numa discoteca. Preocupante. Numa sociedade alegadamente organizada e respeitadora dos direitos humanos ... algo vai mal. Ainda que os sentimentos de vergonha e tristeza possam dominar neste momento, é preciso ter coragem para seguir em frente e procurar responsáveis. Não sendo possível escrever neste espaço a adjetivação adequada, manifesto a minha solidariedade.

3. O Beco do casal ventoso da Travessa da Malta transferiu-se para o Arco da Rua da Cadeia Velha. Jovens e adultos que abdicam de viver. Em plena luz do dia ... um cenário deprimente. Uma tristeza social. Terão família ou não... nem se sabe. Ignorados pela sociedade? Gente que não tem o dia de amanhã e que não tem pejo em perturbar os demais concidadãos. Uma tristeza!

Isto sim são problemas!

Rafaela Fernandes
Outras Notícias