Neste aniversário decidimos “dar um bigode” aos pensamentos negativos, às tristezas e às invejas puxando o melhor que temos em nós e em quem nos rodeia.

23 Ago 2018 / 02:00 H.

O meu aniversário foi a semana passada. Mais concretamente dia 15 de Agosto. Antes de ir passar dois dias ao Algarve para o festejar fui ao meu barbeiro de sempre para cortar o cabelo que já ia longo e me incomodava, especialmente nestes dias de calor. Após ouvir que a marcação a seguir havia sido cancelada e uma vez que tinha tempo , decidi pedir ao Gabriel que me fizesse um bigode inusitado, ao estilo do Clark Gable (famoso ator americano dos anos 40 e 50) . O motivo era homenagear neste aniversário as pessoas que gostam de mim tal como eu sou independentemente da imagem que transportamos. Os que de uma forma geral gostam das pessoas tal como elas são. Porque esses são cada vez mais especiais para mim.

Festejei como o tenho feito nos últimos anos, com a Sara, uma das minhas melhores amigas que faz anos no mesmo dia que eu e junto dos nossos amigos. Damos tanto valor a estar juntos que inventámos a comemoração do nosso meio aniversário a 15 de Fevereiro como motivo para nos reunirmos todos outra vez. Fazemo-lo sempre de uma forma especial e dando importância a cada uma das pessoas que escolhemos para passar connosco. Não precisamos de gastar dinheiro ou fazer festas luxuosas para que todos à nossa volta vejam esta data como um momento de pura amizade em que gostam de participar. Há pessoas que só se veêm nesta data e que já se tornaram amigos por se terem conhecido aqui.

Eu sei que para muitos isto pode parecer patetice, como aos olhos de alguns cá em Portugal uma pessoa andar alegre, bem disposta e fazer elogios em vez de estar sempre a criticar tudo e todos passa por estranho e alvo de invejas. Eu continuo a acreditar que as boas intenções e as boas energias passam em cadeia e se transmitem de uns para os outros. É isso que tento fazer todos os dias, umas vezes com mais sucesso que outras, naturalmente. Quem me conhece sabe as declarações que faço aos amigos , à família e aos que me são mais próximos. É fundamental para a nossa sanidade mental darmos azo à nossa inteligência emocional e não termos vergonha nem receio de sermos sensíveis , de nos emocionarmos nem de o demonstrarmos. Por vezes parece-me que vivemos numa época de desleixo tal que quem entra por estes caminhos tende a ser ridicularizado. Como se ser cavalheiro não devesse ser intemporal assim como gostarmos das pessoas não fosse razão para o dizermos.

Para nós os festejos e as comemorações são, muito mais que uma simples festa. É uma forma de estarmos juntos, de criarmos momentos perfeitos , daqueles que não trocaríamos por nada. Do mergulho no mar, ao almoço na praia , à dança no bar. Do espanhol que adora Portugal ao português que trabalha no Brasil. Os nossos verdadeiros amigos são todos especiais. Dar importância e atenção a quem a merece e indiferença para quem não nos quer bem. Neste aniversário decidimos “dar um bigode” aos pensamentos negativos, às tristezas e às invejas puxando o melhor que temos em nós e em quem nos rodeia. Sem precisarmos de muito. Só assim, uns com os outros.E esperar que dure para sempre...

José Paulo do Carmo