Os carecas infelizes

15 Fev 2020 / 02:00 H.

O Partido Socialista regional anda infeliz! Primeiro fez de tudo o que era possível e impossível para convencer os madeirenses e portosantenses a votar neles!

Pois bem, foram derrotados em toda a linha no passado dia 22 de Setembro, não conseguindo o objetivo único que tinham nessas eleições, ou seja, alcançar o poder! Estão infelizes os carecas socialistas pois o seu candidato estava preparado para ser Presidente do Governo e, agora, é vê-lo sorumbático, cabisbaixo, resignado na bancada socialista na Assembleia Legislativa! Pergunta-se, porque razão o seu “amigo” António Costa não o convidou para um cargo no Governo da República? A resposta, porventura, deve-se ao facto de António Costa não perdoar a derrota de Paulo Cafôfo, largando-o da mão nos próximos anos! O outro careca infeliz é o braço direito do ex. Presidente da Câmara do Funchal e atual líder parlamentar do PS, pois o homem só grita e não sabe falar de outra coisa senão do Diretor Clínico do SESARAM, o Dr. Mário Pereira. Será que adormece e acorda a pensar nele? Mais parece a velha cassete gravada do PCP! Já sabemos que, se o Partido Socialista fosse governo em coligação, o Dr. Mário Pereira seria Secretario Regional da Saúde! Perguntam os madeirenses e portosantenses: então para o Partido Socialista o ex. deputado do CDS tinha o perfil adequado para Secretario Regional da Saúde num governo liderado por Paulo Cafôfo; mas já não tem perfil para Diretor Clínico só pelo facto do governo ser de coligação PSD/CDS? Que credibilidade têm estes carecas para exigirem ao atual governo que faça o contrário daquilo que eles próprios fariam se fossem para o governo? Recentemente, surgiu mais um careca infeliz, um insignificante analfabeto que se intitula de engenheiro, quando não tem mais que o 5º ano e mais uns mesitos de cavador e que só sabe produzir vinho à custa dos apoios públicos, infelizmente, vinho que ninguém bebe a não ser o próprio, sobretudo quando aquele lhe serve de inspiração para escrever umas atoardas, atentando contra à língua portuguesa como na recente “bangunçada”! Mas que bagunçada vai naquela cabeça oca! Enfim, para além destas três ainda há mais cabecinhas infelizes, mas ficamo-nos por aqui, por hoje, pois factos são factos e o facto que torna estas cabeças ainda mais infelizes é que vão ficar na oposição durante 4 anos e, provavelmente, tendo em conta a situação de crise que se avizinha com esta governação socialista na República, os carecas socialistas da Madeira ficarão infelizes na próxima década!

António Lopes da Fonseca