O JPP – A mentira, a propaganda e a intriga

24 Dez 2019 / 02:00 H.

1. Desde 1 de Maio de 2013 que a CDU apresentou a minha candidatura à CMSC como outra opção à governação do PSD e do JPP. Dissemos que era necessário que a CDU tivesse um lugar na Vereação para evitar situações de compadrio, lobbismo e mesmo próximo de corrupção política.

2. Élvio de Sousa (ES), em fins de Maio de 2013, já considerava a CDU em Santa Cruz como “a obsessão” e, mais adiante, referiu que o “camarada Dírio Ramos, está irreversivelmente a destruir o que a CDU tem e teve no processo democrático regional”.

3. O Movimento JPP tinha a apoiá-lo toda a cúpula do CDS e PS e outros, que esqueceram o seu eleitorado. Nestas eleições só concorreram o PSD, o JPP, a CDU e o PAN que, entretanto, desapareceu.

4. A CDU teve o seu melhor resultado eleitoral em Santa Cruz.

5. A CDU não alinhou com o falso movimento. Este era um capote para o futuro Partido JPP, o Partido que se afirmava anti-partidos. Sobre as “Listas de Cidadãos Eleitores” escrevemos que: “há listas de Cidadãos Eleitores que não são independentes, que também há cidadãos independentes que não estão nas listas de Cidadãos Eleitores e que há cidadãos independentes a integrar listas de Partidos e Coligações”. Mais afirmei que “actualmente proliferam listas de Cidadãos Eleitores, que se consideram independentes, mas não passam de Partidos escondidos com independentes de fora e passam a vida a tacar Partidos dizendo que o povo não se revê nos Partidos”.

6. Destacamos no combate político o urbanismo devido à falta do mesmo, os transportes públicos em determinadas áreas, as esquadras do Caniço e da Camacha e o valor do IMI.

7. Em 2009, os JPP eram ecologistas, defendiam a arqueologia e a orla marítima, mas depois aprovaram o “Plano do Portinho”, sendo que, na prática, ainda hoje o hotel para lá previsto não passa de uma miragem.

8. A CDU defendeu o “direito de oposição” em 2010, mas o JPP juntou-se ao PSD e votou contra este direito.

9. A CDU defendeu os habitantes da Quinta do Garajau, o JPP votou contra, mas o Provedor de Justiça deu razão aos moradores na base de um parecer técnico meu que forneci à CDU.

10. A CDU defendeu na AM de Santa Cruz a proposta de não instalação de linhas de alta tensão em Águas Mansas. O “arco do poder”, PSD e JPP votou contra, a EEM recuou, não montou as linhas de AT, o Povo ganhou e o JPP perdeu.

11. O ordenamento do território era prioritário, dizia o JPP e mais dizia para evitar favores e atropelos. O PDM deveria estar revisto em 2014. Veja-se o atraso, os favores e atropelos.

12. O ambiente é uma desgraça: descargas sistemáticas de águas residuais em zonas balneares, crime ambiental no bananal do Porto Novo, desgraça no litoral. Nas antigas piscinas, nas barbas do Cristo Rei, é uma ratice, uma profunda imundície. Em 15 de Janeiro de 2019, o PCP alertou para as descargas no mar provenientes da ETAR do Caniço. O que fez o JPP que nada vê?

13. As receitas do IMI (o imposto mais injusto) é uma maravilha. Com o PSD em 2008, as receitas eram 800 mil euros. Agora 4,45 milhões. Em 10 anos, o IMI é 5 vezes maior que o IMI em 2008!

14. No DN de 14/09/2014, a CMCS entendeu dar-me um mimo, de diversas vezes chamar-me “senhor burguês Dírio Ramos”, maldoso, folclórico e demagogo, sem propostas concretas acerca dos coeficientes de localização do IMI e, pasme-se, elucidaram-me de que a actual equipa do JPP está a ultimar o pedido de revisão dos coeficientes por reconhecerem que existe, de facto, situações menos justas e incorrectas. Afinal quem tinha razão?

15. O Secretário-Geral Adjunto do CDS, Miguel Alves, actual membro da trindade provocadora do JPP e também VP da CMSC vai mais longe e chama-me “o artista comunista burguês” e insinua que “eu fiz uma exigência ao JPP, à revelia do Partido, ao qual (ainda...) pertence” e mais insinua que “será que podemos falar em traição partidária?!” Que honestidade e confiança pode alguém depositar numa criatura destas? (2018/07/23).

16. O JPP, em Santa Cruz, além de propaganda, só soma derrotas, sendo a mais recente a “Feira do Santo da Serra” e antes a vergonhosa chamada força policial sobre os feirantes e pessoal da CDU que relembra o regime fascista.

17. Santa Cruz tem falta de saneamento no Lombo Centeno/Salgados (Camacha) que leva as águas lixiviantes das máquinas de lavar nas fossas sépticas e dão cabo da agricultura local, num dos mais lindos e pitorescos espaços da Camacha, procurado por turistas e madeirenses.

18. Que é feito da requalificação do Mercado de Santa Cruz e que a CDU promoveu um abaixo-assinado com comerciantes do Mercado e seus utentes? As portas gradeadas não protegem os produtos agrícolas e o peixe seco sofre da voragem dos ratos que entram no Mercado e comem tudo.

19. Que é feito do campo de padel do Caniço onde se gastou tanto dinheiro e que hoje não é utilizado e serve a sua erva para os carneiros?

20. O JPP que criticou a gestão do PSD com os custos do Executivo, hoje o JPP tem mais 2 Vereadores em tempo completo, os custos duplicaram e o Volvo do Presidente é um luxo desmedido.

21. Caro JPP, é melhor governar bem a CMSC, é melhor falar menos, trabalhar mais e mentir menos. É melhor fazer um acto de contrição, é necessário verificar quantas vezes há propaganda e demagogia para enganar o povo no átrio das igrejas. Porque razão não rezeis mais o Pai Nosso neste Natal e deixar de ofender aqueles que não vos ofendem.

22. Cuidado com aqueles que têm aparatosos tachos para oferecer, aliás, têm panelas bem gostosas de favores, porque este comunista consequente não vos vai deixar de dar combate, nem a PIDE me torceu, nem me intimidou no passado com os “Tribunais Plenários”. A todos um BOM NATAL!

Dirio Ramos

Tópicos