Trabalhadores dos Correios de Cabo Verde em greve contra redução do subsídio de Natal

08 Dez 2018 / 01:25 H.

Os trabalhadores dos Correios de Cabo Verde vão estar em greve nos próximos dias 20 e 21 como protesto contra a diminuição de 40% do subsídio de Natal, numa altura em que é “grande” o descontentamento na empresa.

Em declarações à agência Lusa, o secretário permanente do Sindicato de Transportes, Telecomunicações, Hotelaria e Turismo (SITTHUR), Carlos Lopes, afirmou que o protesto foi decidido quinta-feira em reunião de trabalhadores e que hoje já seguiu o pré-aviso de greve para o Ministério do Trabalho.

Em causa está, segundo o dirigente sindical, a diminuição de 100% para 60% do valor do subsídio de Natal, uma medida assumida pelo administrador executivo da empresa -- que está sem presidente do Conselho de Administração desde maio -- e que motivou grande indignação nos trabalhadores.

“Os Correios são das empresas mais antigas em Cabo Verde e por isso têm um histórico de conquistas em termos dos direitos dos trabalhadores”, afirmou.

Para Carlos Costa, a empresa -- detida a 100% pelo Estado de Cabo Verde -- é “o parente pobre” do setor empresarial do Estado cabo-verdiano.

“Precisamos de um Conselho de Administração em pleno que consiga resolver uma série de questões, como a atualização dos salários”, frisou.

A greve terá uma abrangência nacional e Carlos Costa reconhece que terá impacto ao nível da correspondência, das encomendas e dos pagamentos.

“Infelizmente irá ter impacto nas pessoas, mas essas consequências têm de ser atribuídas a quem causou o problema e não aos trabalhadores”, acrescentou.

Outras Notícias