Motim numa prisão do Tajiquistão provoca 20 mortos

08 Nov 2018 / 10:28 H.

Cerca de vinte reclusos e dois guardas foram hoje mortos durante um motim numa prisão em Khujand, no norte do Tajiquistão, disseram fontes dos serviços de segurança à AFP.

Segundo uma das fontes, seis outros guardas prisionais ficaram feridos nos confrontos.

As autoridades ainda não confirmaram estas informações.

“Um motim que envolveu dezenas de presos deflagrou na quarta-feira à noite e continua hoje”, disse uma fonte sob anonimato.

Outra fonte precisou que os detidos estavam armados com “objetos afiados” obtidos no interior da prisão.

A prisão de alta segurança de Khujand, cidade de 700.000 habitantes a 200 quilómetros a nordeste da capital, Duchambé, acolhe reclusos condenados a penas longas por crimes como homicídio ou extremismo.

A prisão já foi no passado palco de tentativas de fuga, tendo um guarda e um preso morrido há dois anos quando dois reclusos tentaram fugir.

Na altura, o ministro do Interior afirmou que os reclusos que tinham tentado escapar tencionavam juntar-se ao grupo extremista Etado Islâmico.