Mais de 1.200 pessoas morreram na moção no subcontinente indiano em 2018

Índia /
27 Ago 2018 / 09:49 H.

A moção custou a vida a mais de 1.200 pessoas este ano no subcontinente indiano, que regista uma época de chuvas de Junho a Setembro, segundo os dados oficiais recolhidos pela AFP.

A Índia e os seus 1,25 mil milhões de habitantes são os mais atingidos, com mais de 1.000 mortes registadas em cinco estados.

As inundações afectaram especialmente Kerala, na ponta sudeste do país e provocaram o desalojamento de centenas de milhar de pessoas.

No ano passado, a moção matou 667 pessoas na Índia.

O Nepal contabilizou 87 mortes no seu território, segundo os números do governo, entre os quais uma mulher e oito crianças atingidas por um deslizamento de terras numa aldeia isolada.

No oceano Índico, as chuvas torrenciais mataram 24 pessoas e fizeram 175 mil sem abrigo no Sri Lanka. Este balanço está em clara baixa face aos 224 mortos registados nas inundações do ano anterior na ilha.

Para evitar um novo balaço igualmente trágico, as autoridades organizaram desta vez a evacuação preventiva de 750 mil pessoas residentes em zonas de risco.

No Bangladesh, pelo menos 29 pessoas encontraram a morte em inundações e derrocadas de terra.