Mais de 1.000 cidadãos estrangeiros expulsos de Angola na última semana

Angola /
19 Nov 2018 / 09:07 H.

O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) de Angola expulsou, na última semana, 1.014 cidadãos estrangeiros por “decisão judicial e administrativa”, e deteve 650 cidadãos por “permanência e auxílio à imigração ilegal”, anunciou hoje fonte oficial.

Segundo o oficial de comunicação do SME, Orlando Muhongo, no período em análise, foram também notificados e “convidados a abandonar” o país cinco cidadãos estrangeiros por permanência ilegal.

Fazendo o balanço das atividades desenvolvidas pelo SME no decurso da última semana, o oficial de informação disse igualmente que foram “recusados” a entrar no país, e “consequentemente reembarcados”, 475 cidadãos de diversas nacionalidades.

“Desse total, 470 foram obrigados a regressar por falta de documentos de viagem, dois por falta de visto de entrada, um por uso do visto de trabalho rasurado e dois por uso de documento de outrem”, explicou.

Orlando Muhongo salientou igualmente que foram impedidos de sair de Angola 16 cidadãos nacionais, sete por falta de meios de subsistência, três por utilização do visto Schengen falso, um por caducidade do passaporte e um por falta de situação militar regularizada.

No domínio do movimento migratório, o SME registou a entrada de 28.556 passageiros de diversas nacionalidades, 13.079 nacionais e os restantes estrangeiros e a saída de 27.044 passageiros, 12.744 nacionais.

Nesse período, o Serviço de Migração e Estrangeiros de Angola aplicou ainda 76 multas a cidadãos de diversas nacionalidades e 16 a empresas.

Outras Notícias