Imigrante venezuelano linchado em Roraima após ter matado brasileiro

Brasil /
07 Set 2018 / 09:18 H.

Um venezuelano foi linchado na quinta-feira em Roraima por um grupo de brasileiros após este esfaquear um homem que o perseguiu por ter furtado uma lata de leite condensado num comércio local, disse à Lusa a proprietária.

A crescente tensão causada pela imigração em massa dos venezuelanos terminou em dois homicídios perto do abrigo brasileiro Jardim Floresta, na zona Oeste de Boa Vista, capital de Roraima, próximo da fronteira com a Venezuela.

O venezuelano José Rodrigues, de 21 anos, foi linchado por um grupo de brasileiro após ter esfaqueado um cliente do estabelecimento comercial que o perseguiu.

A proprietária do comércio local onde ocorreu o furto, Nairobis Desirre, contou que o brasileiro esfaqueado era um cliente chamado Manoel, que foi levado para o Hospital Geral de Roraima (HGR) e não resistiu aos ferimentos.

“Os venezuelanos vêm sempre aqui roubar doces, chocolates. Este levou uma lata de leite condensado quando os próprios clientes viram e foram atrás [para o] tentar segurar. O Manoel acabou esfaqueado e morreu. Estamos com medo de sofrer represálias. Tenho medo de que eles [venezuelanos] venham aqui tentar vingar-se”, disse à Lusa Nairobis Desirre.

O corpo do venezuelano José Rodrigues estava caído na rua, constatou a reportagem da Lusa no local, junto a um acampamento onde se encontram cerca de 200 venezuelanos em tendas improvisadas, à espera de um lugar num dos abrigos da cidade.

No local, imigrantes venezuelanos disseram à Lusa que José Rodrigues havia saído para comprar pão, mas não viram exatamente o que aconteceu e pediram para não serem identificados.

Na mesma rua, um grupo de brasileiros que também pediu para não ser identificado disse ter visto o venezuelano a correr e a esfaquear um homem que o perseguia, até ser detido e golpeado por outros brasileiros, num cenário de confusão que se transformou num linchamento.

Os polícias militares que chegaram ao local confirmaram à Lusa as duas mortes, mas disseram que não poderiam dar detalhes porque existiam versões contraditórias sobre os crimes.

O episódio revela a tensão em Roraima, um dos estados mais pobres do Brasil, onde a imigração em massa de venezuelanos tem causado conflitos.

No mês passado, esta tensão desencadeou um ataque a um abrigo no município de Pacaraima, que fica na fronteira do Brasil com a Venezuela, e terminou com centenas de venezuelanos expulsos, que viram os seus pertences queimados por um grupo de brasileiros depois de um assalto a um comerciante.