Dez mil pessoas em cerimónia de agradecimento por resgate de gruta na Tailândia

06 Set 2018 / 16:26 H.

Cerca de 10 mil pessoas participaram hoje numa cerimónia organizada pelas autoridades para agradecer a socorristas e voluntários pelo resgate de 12 crianças e um adulto de uma gruta no norte da Tailândia.

As doze crianças e o seu treinador, membros da equipa de futebol juvenil “Javalis Selvagens” e protagonistas do mediático salvamento, em julho, de uma gruta inundada no norte do país, foram os convidados de honra do evento, que decorreu na Praça Dusit, no centro histórico de Banguecoque.

O primeiro-ministro, o general Prayut Chan-Ocha, cumprimentou os presentes num evento que decorreu sob o lema “Unidos como um” e contou também com a presença de socorristas e voluntários envolvidos no salvamento.

As autoridades fretaram 67 autocarros para transportar até à capital tailandesa cerca de duas mil pessoas da região de Chiang Rai, onde se localiza a gruta Tham Luang, em cujo interior as crianças permaneceram durante mais de duas semanas.

As doze crianças, entre os 11 e 16 anos, e o seu treinador, de 26, ficaram presos 23 de Junho, quando chuvas torrenciais inundaram parcialmente a gruta, bloqueando a saída.

Após vários dias de buscas, uma expedição localizou-os numa zona seca da gruta, a mais de quatro quilómetros da entrada.

As equipas de resgate estruturaram um plano de retirada das crianças, uma a uma, através das galerias, tarefa concluída com sucesso, por várias equipas de mergulhadores, a 10 de Julho.

O resgate foi acompanhado por meios de comunicação de todo o mundo, tendo falecido durante o processo um mergulhador, Samar Gunan.

Crianças e treinador tiveram alta hospitalar uma semana depois do resgate e foram aconselhados por psicólogos a voltar a falar sobre a experiência apenas seis meses depois.

As autoridades tailandesas aprovaram a construção de um museu sobre o resgate e estão a estudar vários projectos para a produção de filmes e documentários sobre o acontecimento.

Um dos maiores centros comerciais da Tailândia tem actualmente em exibição uma exposição que inclui uma reprodução do resgate.