Comité Olímpico italiano defende cancelamento de provas no norte do país devido ao coronavírus

22 Fev 2020 / 14:31 H.

O presidente do Comité Olímpico de Itália (CONI), Giovanni Malagó, defendeu hoje o cancelamento dos eventos previstos nas zonas italianas afectadas pelo surto do coronavírus, que provocou dois mortos no norte do país.

“Se há competições de qualquer nível nas zonas onde houve estes casos, não pode haver desporto. É muito simples”, afirmou Malagó, aludindo às regiões da Lombardia e do Veneto, onde, além das duas mortes, foram diagnosticados 28 casos de infecção pelo Covid-19.

Um homem e uma mulher morreram nas últimas horas devido ao coronavírus e foram registados 26 casos na Lombardia e dois no Veneto. Além destes, três outras pessoas estão internadas há várias semanas num hospital de Roma.

Nestas duas regiões vários jogos de futebol dos escalões secundários e de formação foram adiados.

Desde que foi detectado no final do ano passado, na China, o coronavírus Covid-19 provocou mais de 2.345 mortos e infectou mais de 76 mil pessoas a nível mundial.

A maioria dos casos ocorreu na China, em particular na província de Hubei, no centro do país, a mais afectada pela epidemia.