Associação de Protecção e Socorro defende rails em estradas da Madeira - veja o vídeo

18 Abr 2019 / 22:18 H.

A APROSOC – Associação de Protecção e Socorro enviou questões para o Governo Regional depois do trágico acidente com um autocarro na freguesia do Caniço, na última quarta-feira, que matou 29 pessoas: “A via rodoviária em causa, face ao desnível em relação às habitações existentes na encosta, possuía rails de protecção para evitar a queda do autocarro possibilitando evitar estas mortes e proteger danos nas habitações? Caso a resposta à questão anterior seja negativa, a que motivo se deve a ausência de rails?”, quer saber a Associação, que também enviou as mesmas perguntas para a Assembleia da República.

O Comandante Nacional da Unidade Operacional de Voluntários de Protecção Civil, João Paulo Saraiva, agradece “a eventual resposta do Governo Regional”. Ao DIÁRIO, o também presidente da APROSOC, mostrou quais são as barreiras de protecção que, defende, poderiam, “eventualmente ter evitado a queda do autocarro”.

Outras Notícias