Quinta Pedagógica dos Prazeres

08 Abr 2009 / 23:22 H.
    Cargando reproductor ...

Animais exóticos misturam-se com plantas aromáticas e medicinais, nas estantes encontram-se compotas e outros doces produzidos na quinta

A Quinta Pedagógica dos Prazeres foi criada no ano 2000 com o objectivo de valorizar o mundo rural. O projecto implementado pelo Padre Rui Sousa, pároco da freguesia dos Prazeres, desde logo abriu-se à comunidade local e aos visitantes com a revitalização da Casa de Chá, criação de áreas para o cultivo de plantas aromáticas e medicinais e recriação da “quinta madeirense”, com a presença de animais domésticos, nomeadamente galinhas, porcos, cabras, vacas entre outros.
O projecto cresceu através da aposta em novas vertentes. Hoje, turistas e muitas famílias com crianças visitam este espaço propriedade da paróquia para observar de perto animais exóticos. Lamas, Emas, porquinhos do Vietname, cabras anãs habitam a quinta por sugestão do Jardim Zoológico de Lisboa.
Na casa de chá encontram-se à venda uma grande diversidade de compostas, doces, chás, Sidra, mel. Tudo produtos da quinta como indicam os rótulos: 'Quinta Pedagógica dos Prazeres'.
A venda destes bens ajudam a contrabalançar as contas do dia-a-dia e a pagar os ordenados dos nove funcionários.
Este espaço pedagógico é ainda responsável por diversas actividades anuais ligadas ao mundo rural.
A população não poupa elogios ao projecto iniciado pelo pároco. Lúcia Cátia considera o local o ponto de encontro e de desenvolvimento da freguesia. “A economia desenvolveu-se depois da quinta estar a funcionar”, refere a jovem. “As pessoas procuram a zona dos Prazeres pela quinta e pelo que ela criou à sua volta”.
A Quinta Pedagógica dos Prazeres oferece um espaço internet e acesso gratuito à rede por ligação Wi-Fi. A última novidade prende-se com a abertura de uma galeria de arte e uma exposição permanente de botânica do padre Emanuel Nóbrega.Artur de Freitas Sousa