SDM premiou melhor trabalho escolar sobre Zona Franca Industrial

19 Jul 2019 / 14:16 H.

No passado dia 10 de Julho, a SDM entregou pelo quinto ano consecutivo os prémios aos alunos da Escola Básica e Secundária de Machico, galardoando a equipa constituída pelos alunos Ana Clara Nunes Ribeiro, pela Geórgia Cristina Viveiros Gonçalves, pela Maria Luísa Lima Freitas e pelo Tiago Pimenta Gomes, pelo melhor trabalho escolar sobre ‘A Zona Franca Industrial, características e o contributo económico e social para o Município de Machico’.

A cerimónia que juntou os responsáveis da escola e da SDM, professores, alunos e pais, encerrou uma das iniciativas que a empresa concessionária do CINM tem desenvolvido em parceria com este estabelecimento de ensino, no quadro da responsabilidade social que preconiza e na qual se incluem também o apoio ao Mercado Quinhentista, o Torneio Escolar CINM, os Prémios Escolares ZFI e as palestras sobre o CINM.

Na cerimónia, quer o Administrador Executivo da SDM, Filipe Manso Teixeira, quer o Presidente do Conselho Executivo da Escola, José Maria Dias, realçaram as valias e o interesse desta iniciativa para todas as partes.

Na ocasião, o responsável máximo da escola sublinhou que o trabalho realizado, para além de “contar para avaliação interna, é uma forma de se saber e conhecer as potencialidades da Zona Franca e do Centro Internacional de Negócios da Madeira e o seu papel como instrumento de desenvolvimento económico a Região Autónoma da Madeira”.

“Os alunos que trabalharam o tema saberão da importância deste centro de negócios para a economia da Região, quer nas receitas directas quer indirectas, frisou, lembrando ainda que é também um grande pólo de emprego qualificado e uma oportunidade para os jovens madeirenses em geral e do concelho em particular”. Como enfatizou José Maria Dias, apesar de ser um instrumento de desenvolvimento económico que nem sempre é compreendido, “o papel da escola é ajudar a conhecer de facto a importância deste centro para a economia regional.”

A concluir a sua intervenção, lembrou que a escola está disponível para continuar a colocar em prática e a valorizar o protocolo que está em vigor.

Por seu turno, Filipe Manso Teixeira, agradecendo a colaboração da escola, sublinhou que iniciativas desta natureza visam levar as realidades do CINM ao conhecimento dos alunos que são os potenciais profissionais do futuro, razão pela qual, recordou, entre muitas outras actividades, a SDM tem vindo a desenvolver acções nas escolas há duas décadas para falar da importância do CINM na economia e para a empregabilidade dos jovens na Região.

Segundo o Administrador Executivo da SDM, o CINM é extremamente importante para o desenvolvimento económico e social da Madeira, designadamente porque pode ter um forte impacto no futuro profissional dos jovens. Como prova disso, referiu, “a maior parte das empresas que estão na CINM são empresas estrangeiras e, nestas, a larga maioria das cerca de 3.000 pessoas que lá trabalham são profissionais madeirenses”. Um indicador que, conclui, “a par das receitas geradas revela também o contributo muito concreto do CINM para o desenvolvimento da Região”.

Outras Notícias