Sapadores do Funchal com quartel novamente melhorado

05 Set 2018 / 14:56 H.

A Câmara Municipal do Funchal deu início, esta semana, a mais uma fase de obras de beneficiação no Quartel dos Bombeiros Sapadores do Funchal, num investimento municipal que ascende a cerca de 60 mil euros. A intervenção tem conclusão prevista para o próximo mês de novembro e incidirá, desta vez, nas camaratas, na cobertura da casa-escola, nas instalações de comando, e nos sistemas de ventilação, climatização e controlo de acesso, dotando o estabelecimento de melhores condições de trabalho e de repouso. No ano passado, o quartel foi igualmente alvo de uma beneficiação estrutural.

Miguel Silva Gouveia, vice-presidente da Câmara Municipal do Funchal, destaca que “este é um investimento substancial para o nosso corpo de bombeiros e que concretiza mais um conjunto de intervenções necessárias à requalificação do Quartel Municipal, munindo o local de condições mais adequadas ao exercício das suas funções, e com repercussões evidentes no prolongamento da vida útil do espaço. Confiamos na destreza e valentia das nossas forças de intervenção em situações de emergência e de ameaça à cidade do Funchal, pelo que é nosso dever garantir continuamente a melhor conjuntura possível para o desempenho das mesmas.”

O autarca, que tem a tutela das Obras Públicas no concelho, explica que “a planificação deste tipo de empreitadas tem normalmente em conta várias fases, sendo que, no ano passado, a primeira abrangeu a renovação de diversos espaços comuns, instalações sanitárias e a rede de esgotos dos balneários, traduzindo um investimento de 33 mil euros. Esta semana, avançámos, por sua vez, para a segunda fase deste projecto de requalificação, numa intervenção de 60 mil euros, que terá um impacto significativo nas condições de descanso e recuperação dos nossos bombeiros, e na reorganização dos espaços de trabalho, com influência nas respectivas rotinas.”

Recorde-se que o Quartel do Corpo de Bombeiros Sapadores do Funchal recebeu, no mês passado, 31 novos recrutas, que foram contratados este ano para os quadros municipais, e que cumpriram em Lisboa, desde o início de 2018, a primeira metade da sua formação, sendo que a segunda parte da recruta já está a ser leccionada na Região. “A empreitada também vem, deste modo, qualificar a infraestrutura para integrar da melhor maneira os novos activos, adequando o espaço para uma corporação maior e mais bem preparada para servir a cidade do Funchal, garantindo a segurança de toda a população”, conclui o vice-presidente.

Também em agosto foi entregue aos Sapadores do Funchal a primeira de quatro viaturas que vão reforçar a operacionalidade da corporação, num investimento entre fundos comunitários e municipais, que resultou de uma candidatura própria da CMF, e que ascende a 700 mil euros. As restantes três viaturas têm chegada prevista ao serviço para o próximo mês de outubro.