Rendas de habitação na Madeira descem no último semestre de 2019

27 Mar 2020 / 13:04 H.

A Direcção Regional de Estatística da Madeira (DREM) divulgou hoje os dados facultados pelo Instituto Nacional de Estatística relativamente às rendas de habitação o nível local na Madeira. Os dados apurados, referentes ao 2.º semestre de 2019, reflectem uma descida nas rendas quando comparado com o semestre anterior, ou seja, os primeiros seis meses de 2019.

Segundo a DREM, o valor médio das rendas dos 1.039 novos contratos de arrendamento de alojamentos familiares, celebrados na Madeira nos últimos seis meses do ano passado, foi de 5,99 €/m2. Cruzando os dados com o primeiro semestre do ano, observou-se um acréscimo de novos contratos, na ordem dos +3,8%, mas em contrapartida verificou-se uma diminuição de -0,2% no valor mediano das respectivas rendas.

Quando os valores são comparados com o 2.º semestre de 2018, aí observa-se uma variação de -3,9% no número de novos contratos e um aumento de +2,6% no valor das rendas.

Entre as sete regiões NUTS II, a RAM posicionou-se como a terceira região com o valor mediano das rendas mais elevado, atrás da Área Metropolitana de Lisboa (8,07 €/m2) e o Algarve (6,25 €/m2), quando comparado com a média nacional de 5,32 €/m2.

Considerado o limiar mínimo (30 transacções) estabelecido para efeitos de difusão, apenas foi possível disponibilizar dados para o Funchal, seus municípios contíguos, Câmara de Lobos e Santa Cruz, e Machico. No período em referência, o Funchal concentrou 722 dos 1 039 novos contratos de arrendamento, seguindo por Santa Cruz com 155, Câmara de Lobos com 47 e Machico com 30.

No que diz respeito ao valor mediano de rendas entre municípios, verifica-se que o Funchal (6,82 €/m2) foi o único a superar o valor da Região (5,99 €/m2), seguindo-se Santa Cruz (5,40 €/m2), Câmara de Lobos (4,64€/m2) e no fim Machico (4,42 €/m2).

Estabelecendo um ranking dos municípios do país, o Funchal surge em décimo segundo lugar, em termos de renda mais elevada, depois de Lisboa, Porto e de municípios que fazem parte das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto e da região do Algarve. No semestre anterior, o Funchal surgia em 10.º lugar.