Raquel Coelho diz que Praia Formosa para invisuais só funcionou no dia da inauguração

O equipamento instalado pela CMF “só foi usado para as câmaras de televisão”, acusa o PTP

09 Dez 2018 / 16:34 H.

O PTP realizou, nesta tarde de 9 de Novembro, uma iniciativa política, na Praia Formosa, para denunciar o “desbaratamento de dinheiros públicos” por parte da Câmara Municipal do Funchal (CMF), mais concretamente no que se refere ao equipamento para invisuais instalado naquela praia funchalense.

Segundo a deputada municipal do PTP, a autarquia do Funchal gastou cerca de 100 mil euros para adaptar a Praia Formosa aos invisuais, mas o equipamento só foi utilizado “no dia da inauguração, para as câmaras de televisão”, tendo sido destruído por uma levadia pouco tempo depois.

Raquel Coelho acusa o executivo camarário do Funchal de não ter qualquer respeito pelos impostos pagos pelos funchalenses, uma vez que “aplicam o dinheiro de uma forma completamente perdulária, com o único propósito de serem notícia, sem que isso se reverta em qualquer benefício para a população”.

Para o PTP esta medida da Coligação Confiança é uma afronta aos invisuais. “Mais valia terem distribuído os 100 mil euros pelos invisuais do concelho, que bem precisam de apoios públicos”, atirou a trabalhista.

Raquel Coelho considera que o PS teve oportunidades mais do que suficientes para demonstrar que era diferente do PSD, mas que “falharam”, porque também administram orçamento do Funchal “de uma forma leviana”.

O PTP questionou ainda quando é que o presidente da Câmara, Paulo Cafôfo, vai pedir a sua demissão, já que a data das eleições regionais já foram marcadas pelo Presidente da República para o dia 22 de Setembro de 2019.

Outras Notícias