PS/M pede demissão de Patrícia Dantas

16 Nov 2018 / 22:42 H.

“O PS-M pede a demissão da senhora directora regional da Economia por achar que não tem condições para continuar no cargo que ocupa”. É a primeira reacção política à noticia do programa da RTP1, Sexta às 9 desta noite, em que coloca a actual directora regional da Economia como estando arguida num processo que envolve a atribuição de fundos comunitários quando presidia ao Centro de Empresas e Inovação da Madeira (CEIM), mais tarde, passou a designar-se Startup Madeira.

Victor Freitas considera estar perante “notícias muito graves” que devem ser apuradas, mas “até lá não existe qualquer condição para exercer o cargo que ocupa”, expressa num tom crítico.

De acordo com a investigação dos jornalistas do canal estatal, Patrícia Dantas terá simulado a assinatura de contrato e até terá passado duas facturas falsas. Um assunto que está a ser investigado pelo DCIAP – Departamento Central de Investigação e Acção Penal.

O ‘Sexta às 9’, programa da RTP - 1, falou hoje da investigação do DCIAP “à maior fraude de sempre na obtenção de fundos comunitários de que há memória em Portugal, feita a partir da ‘AIMinho’, que permitiu o desvio de mais de 10 milhões de euros” e que envolve Patrícia Dantas, actual directora regional da Economia, que foi nomeada cinco meses depois de ter sido constituída arguida.

Patrícia Dantas é uma das acusadas neste processo, tendo o Ministério Público lhe atribuído a participação num esquema de fraude através de um projecto criado e nunca concretizado, mas que ainda assim rendeu um subsídio de mais de 400 mil euros à ‘AIMinho’.