PAN-Madeira contra erradicação por morte a tiro das cabras das Ilhas Desertas

18 Out 2018 / 21:26 H.

O PAN-Madeira esteve reunido com Manuel Filipe, do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza (IFCN) com o intutito de recolher informações sobre as cabras das Ilhas Desertas, “tendo manifestado o seu mais veemente repúdio no modo como estas foram exterminadas no Bugio, e na forma de erradicação por morte a tiro (aleatório) que estes animais, adultos e bebés, ainda estão a ser sujeitos na Deserta Grande”.

Num comunicado assinado por João Henriques de Freitas, o partido dá conta de que requereu uma reunião à Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, que tutela aquele instituto, “a fim dialogar sobre esta questão, e poder, posteriormente, vir a tomar uma posição pública sobre o assunto, e, se necessário tomar as medidas que considerar necessárias para terminar com aquilo que considera serem actos arcaicos cometidos em total desconformidade com os mais elementares princípios éticos e com a Declaração Universal dos Direitos dos Animais”.

No mesmo documento, o PAN informa que vai reunir com Idalina Perestrelo, em representação da Câmara Municipal do Funchal, nas instalações daquela autarquia, na segunda feira, dia 22 de outubro, pelas 16h15. O objectivo passa por veicular algumas das preocupações, anseios, sugestões e solicitações, bem assim como requerer algumas informações importantes que foram solicitadas pelos ‘Amigos e Voluntários da Causa Animal’, com quem o partido reuniu no início do mês.