Movimento Mais Porto Santo afirma que Câmara tem de tratar todos por igual

13 Ago 2018 / 14:59 H.

O movimento Mais Porto Santo anunciou que na reunião ordinária de amanhã, 14 de Agosto, da Câmara Municipal do Porto Santo, vai defender a uniformização dos horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços.

“As questões ligadas à animação nocturna têm assumido uma complexidade crescente na Ilha do Porto Santo, tanto que na reunião ordinária de amanhã será preciso deliberar novamente sobre o pedido de alargamento do horário de funcionamento de diversos estabelecimentos, bem como sobre licenças especiais de ruído, para este mês de Agosto, o que entendemos que tem de acabar. Precisamos de uniformizar os horários, tratar todos por igual, procurando também que a liberdade económica dos comerciantes e o direito ao repouso dos moradores não continue em rota de colisão”, apresenta José António Castro, líder do movimento de cidadãos independentes, defendendo que no início de cada ano todos os empresários e comerciantes ligados à animação nocturna devem apresentar os pedidos de licenças pretendidos para o Verão.

“Entendemos que até ao final do primeiro trimestre do ano, até 31 de Março, todos aqueles que promovem e lucram com a animação nocturna têm de solicitar à Câmara Municipal do Porto Santo os horários pretendidos, para que possam ser analisados de forma atempada e igual, evitando-se que uns tenham mais direitos do que outros, para além de que, com essa medida, evitaremos a sobreposição de eventos, possibilitando que a animação se estenda por mais tempo ao longo do Verão”, salienta o vereador do Mais Porto Santo.

Outras Notícias