Maioria dos alunos da UMa acaba o curso no prazo mínimo

07 Dez 2018 / 07:00 H.

Na Universidade da Madeira, mais de metade dos alunos do cursos do 1.º Ciclo conclui este nível de ensino em três anos, o prazo mínimo. Quer isto dizer que as taxas de sucesso na UMa são elevadas. Há um trabalho em várias áreas para que os estudantes tenham o melhor aproveitamento. No ano lectivo de 2016/17, por exemplo, 86,2% concluíram os estudos no prazo máximo de quatro anos. O tema faz a manchete da edição impressa desta sexta-feira do DIÁRIO, uma boa notícia para ler nas páginas 12 e 13.

Paulo Portas foi um dos oradores convidados da 29.ª edição das ‘500 Maiores’ e deu uma lição de geopolítica e de geoeconomia, durante quase uma hora. O ex-ministro deixou dicas importantes. Já o encerramento dos discursos ficou a cargo do vice-presidente do Governo Regional, que fez também um pedido especial. Para ler nas páginas 2 a 4.

Este ano, foram emitidas 47 licenças para o corte de 2.171 árvores para o Natal, revelou ao DIÁRIO o presidente do Instituto de Florestas e Conservação da Natureza. Em 2018, o número destas licenças superou o do ano passado. Saiba mais na página 14.

Em entrevista ao DIÁRIO, o Bastonário da Ordem dos Médicos que está na Região para avaliar o estado da Saúde, desafia os políticos a ouvirem mais os clínicos, mostrando-se disponível para o diálogo. Conheça esta e outras posições de Miguel Guimarães, na página 33.

Esta Sexta-feira é também dia de regresso oficial do Circo Mundial, depois da ante-estreia de ontem que levou crianças, adultos e idosos ao palco montado no Cais 8. Perto de 500 pessoas foram as primeiras, este ano, a assistir ao espectáculo que já vem à Região há seis anos consecutivos. Hoje, espera-se novamente uma casa cheia. Uma reportagem para ler nas páginas 40 e 41.

Tópicos

Outras Notícias