Madeira e Açores em conferência das regiões ultraperiféricas a partir de quinta-feira

20 Nov 2018 / 13:04 H.

Os presidentes dos governos regionais dos Açores e da Madeira participam, na quinta e sexta-feira, na XXIII Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas (CPRUP) da União Europeia, a decorrer em Las Palmas, nas Canárias.

De acordo com a agenda oficial do encontro, este terá a presença do Rei Filipe VI de Espanha e do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e terá especial importância pois os debates em torno do próximo quadro comunitário marcarão boa parte da agenda.

Os trabalhos da conferência, presidida pelo presidente do Governo das Canárias, Fernando Clavijo, iniciam-se na quinta-feira com a abertura oficial e uma sessão interna, na qual intervirão os presidentes dos Governos dos Açores, Vasco Cordeiro, e da Madeira, Miguel Albuquerque.

Ainda neste dia, os presidentes das regiões visitam a Plataforma Oceânica das Ilhas Canárias -- PLOCAN, onde ficarão a conhecer alguns dos projetos em curso desta infraestrutura científica e técnica.

No dia seguinte, sexta-feira, realiza-se a Sessão de Parceria, que integra também representantes dos Estados-membros da União Europeia e das instituições europeias, na qual, além de todos os presidentes das regiões ultraperiféricas, vão também intervir o Rei Felipe VI de Espanha, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e a comissária europeia da Política Regional, Corina Cre?u.

No final da XXIII Conferência de Presidentes das Regiões Ultraperiféricas haverá a assinatura de uma declaração final, que deverá resumir as principais posições políticas das regiões e incluir os principais pontos políticos de ação das Regiões Ultraperiféricas para o futuro, com especial enfoque nas suas preocupações e propostas relativas ao quadro comunitário.

A CPRUP é uma estrutura de cooperação política que junta os presidentes dos órgãos executivos das regiões ultraperiféricas dos Açores, Madeira, Canárias, Guadalupe, Guiana, Martinica, Reunião, Maiote e Saint-Martin, territórios que, no seu conjunto, abrangem quase cinco milhões de cidadãos europeus.

Outras Notícias