Madeira aguarda por decisão da República quanto ao reinício de aulas presenciais

Conselho de Ministros reúne hoje e anúncio é aguardado com expectativa. Governo Regional reúne na segunda-feira para analisar a situação do ensino na Região

09 Abr 2020 / 11:23 H.

O reinício das aulas presenciais na Madeira deverá passar, em primeiro lugar, pela evolução da situação em Portugal, ainda que a dimensão da pandemia nas duas ilhas seja muito menos preocupante do que em território continental. Hoje, o Governo da República vai decidir a possível reabertura das escolas em Maio - o primeiro-ministro falara no dia 4, uma segunda-feira, como possível data - mas a decisão seria polémica nesta altura.

Em todo o caso, segundo fonte da Secretaria Regional de Educação, a possibilidade de os alunos voltarem à escola ainda em Abril dependerá sempre das autoridades de saúde regionais e será um dos temas a serem abordados na reunião do Conselho de Governo da próxima segunda-feira, 13 de Abril, precisamente último dia da segunda quinzena do estado de emergência, um mês depois da decisão por causa da covid-19.

A possibilidade de retomar as aulas ainda este mês é vista com desconfiança, pois muito provavelmente dentro de cinco dias muito dificilmente a situação da pandemia estará a níveis seguros, que permitam ‘abrir mão’ da segurança, nomeadamente no que toca à circulação de pessoas, com famílias que teriam de levar os alunos às escolas. Em todo o caso, a possibilidade de retomar as aulas no país deverá acontecer mas apenas no Secundário, com jovens com maior autonomia.