Hospital do Funchal oferece visitas guiadas ao público no dia em que celebra 45 anos

09 Set 2018 / 13:48 H.

O Hospital Dr. Nélio Mendonça assinala hoje o seu 45.º aniversário e para assinalar a data o Serviço Regional de Saúde (SESARAM) promove visitas guiadas ao público em geral nos serviços que prestam apoio à unidade. Num dia em que o horário das visitas foi alargado (decorre entre 11h00 e as 20h00), é possível conhecer os bastidores da instituição, com três percursos distintos, que passam por serviços como a cozinha, o aprovisionamento, os transportes (ambulâncias), o laboratório, a esterilização, a manutenção ou centro de simulação clínica.

“Quando se vem ao médico existe um conjunto de pessoas e serviços que garantem essa prestação. Os bastidores que são fundamentais para que as coisas corram bem e queremos dar a conhecer à população a outra face dos serviços de saúde”, explicou a presidente do Conselho de Administração do SESARAM, Tomásia Alves. A instituição de saúde pública conta com cinco mil funcionários e cerca de dois mil (40% do total) estão afectos aos referidos serviços de apoio. A iniciativa que decorre ao longo deste domingo “é uma homenagem a esses 5 mil trabalhadores que nesta casa se dedicam para garantir a segurança, a qualidade e, principalmente, a grande paixão por aquilo que se faz”, disse Tomásia Alves.

O secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, que acompanhou o grupo que, esta manhã, fez a primeira visita guiada, lembrou a evolução dos 45 anos do Hospital e descreveu que “o SESARAM tem acompanhado todo o desenvolvimento na área médica e cirúrgica e traumática que tem acontecido em todo o mundo”. “Hoje podemos dizer que o Serviço de Saúde dá hoje resposta a todas as situações, trata todas as doenças. Apenas a área dos transplantes é feita em articulação com os serviços do continente”, completou.

Por outro lado, Pedro Ramos projectou o que poderão ser os próximos 45 anos da saúde pública e que, em seu entender, vão ficar marcados pela construção do novo hospital. O secretário regional conta lançar o concurso para aquele projecto já no mês de Outubro e garantiu que a única condição que falta para isso é a inclusão no próximo Orçamento de Estado da primeira tranche das verbas plurianuais de apoios da República que, em conjunto com as verbas regionais, vão financiar a concretização desta nova unidade hospitalar até 2024.