Gulbenkian cria concurso nacional para apoio de emergência e à cultura

31 Mar 2020 / 11:35 H.

A Fundação Calouste Gulbenkian criou um concurso nacional para apoio de emergência e à cultura, destinado a proteger a criação artística e a minimizar os prejuízos sofridos pelos profissionais das áreas das artes visuais, da dança, da música e do teatro, com o cancelamento de concertos, espectáculos ou exposições, por força das medidas resultantes da covid-19.

De acordo com nota de imprensa enviada pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura, os apoios serão atribuídos a todos os profissionais nos domínios e tipologias em que a fundação habitualmente actua, incluindo os mais jovens que exercem actividade há menos tempo.

Neste quadro, aquela secretaria está a fazer um trabalho de divulgação interno e junto de artistas e entidades que possam ser abrangidas por este apoio da Gulbenkian, por entender que esta medida poderá complementar os apoios anunciados pelo Governo regional da Madeira.

“Podem candidatar-se ao apoio de emergência os profissionais que viram a sua actividade suspensa como resultado do cancelamento de concertos, espectáculos ou exposições imposto pela pandemia covid-19, designadamente: artistas portugueses ou residentes que trabalham em território nacional nos domínios já referidos e que sejam trabalhadores independentes há pelo menos 6 meses; e técnicos, e demais profissionais especializados, especificamente contratados para o concerto, espectáculo ou exposição em questão”, explica.

Acrescenta ainda que poderão também beneficiar destes apoios instituições privadas sem fins lucrativos de produção artística, no que respeita a encargos de pessoal e a custos gerais previstos, de forma a assegurar a manutenção dos postos de trabalho ligados ao projecto e as condições para um rápido retomar das actividades logo que tal se torne possível.

“São elegíveis as candidaturas dos beneficiários que comprovem que os concertos, espectáculos e exposições, foram cancelados como consequência das medidas impostas pela pandemia covid-19, designadamente através do envio de declaração da entidade contratante do concerto ou espectáculo ou da entidade acolhedora da exposição”, sustenta.

Além disso, adianta que o montante do apoio financeiro será determinado pela Fundação Calouste Gulbenkian, tendo como limite máximo 2.500 euros, para artistas e técnicos, e 20.000 euros para estruturas de produção artística.

As candidaturas devem ser apresentadas em formulário próprio disponível em Gulbenkian.pt, sendo que o período para a recepção de candidaturas decorre entre 30 de Março e 6 de Abril de 2020.

Os pedidos de esclarecimento durante o período de candidaturas podem ser enviados, até ao dia 2 de Abril, por correio electrónico, através do endereço: [email protected]