Governo garante apoio psicológico para mais de 500 cuidadores da Madeira

19 Nov 2016 / 20:27 H.

Os mais de 500 cuidadores de idosos, jovens, crianças e pessoas portadoras de deficiência dos vários serviços da Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais vão passar a dispor da ajuda de psicólogos para prevenir o síndrome de exaustão profissional (’burnout’). Este apoio fica assegurado através de um protocolo assinado esta manhã, no Funchal, entre o Governo Regional e a Ordem dos Psicólogos.

O bastonário dos Psicólogos, Telmo Baptista, explicou que “os cuidadores, pela natureza do seu trabalho, muitas vezes estão sujeitos a uma pressão continuada” e que para que possam prestar um bom serviço aos cidadãos é preciso avaliar se “estão bem capazes de lidar com as situações”, detectar casos de risco e “ter meios para desenvolver um trabalho de prevenção”.

Já a secretária da Inclusão e Assuntos Sociais, Rubina Leal, reconheceu que tutela um departamento em que algumas categorias de funcionários correm maiores riscos de exaustão. Por isso mesmo considerou “fundamental” o trabalho de prevenção e a implementação de estratégias de intervenção.

De acordo com a mesma governante, o executivo pretende assegurar outros apoios a este grupo profissional, designadamente com a futura aprovação de legislação com o estatuto do cuidador.

Tópicos

Outras Notícias