Governo da Madeira diz que apoio às empresas levou à queda do desemprego

08 Ago 2018 / 19:41 H.

O vice-presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado, disse hoje que a actual taxa de desemprego na região autónoma - 8,3% - é a mais baixa desde 2015 e sublinhou que isso reflecte o apoio do executivo às empresas.

“Nunca tivemos uma taxa de desemprego tão baixa. Nunca tivemos uma população activa com tanta gente a trabalhar como temos hoje. Nunca tivemos tão poucas pessoas desempregadas como temos hoje na Madeira”, afirmou o governante, no Funchal, durante a entrega de apoios dos sistemas de incentivo empresarial a 64 projectos.

As verbas, no total de 2,3 milhões de euros, derivam de fundos comunitários e do orçamento regional e foram canalizadas através do Instituto de Desenvolvimento Empresarial.

“Nos três primeiros anos após o PAEF [Plano de Ajustamento Económico e Financeiro, que terminou em 2015] conseguimos, com apoios comunitários e com esforço directo do orçamento da região, transferir quase 55 milhões de euros para as nossas empresas”, disse Pedro Calado, sublinhando que isto contribuiu para baixar a taxa de desemprego neste período de 16% para 8,3%.

Cerca de 60% dos apoios destinam-se a financiar o funcionamento das empresas e 40% ao investimento, sendo que os maiores beneficiários são as pequenas, médias e microempresas.

“A nossa política vai continuar a ter esta trajectória, assegurou Pedro Calado, realçando que o executivo tem uma “orientação muito específica”, que consiste em “reduzir a carga fiscal às famílias e às empresas, apoiar o desenvolvimento económico, apoiar o crescimento das empresas e fazer com que as pessoas tenham melhor qualidade de vida”.

O vice-presidente do Governo da Madeira lembrou, ainda, que o indicador regional da actividade económica na Madeira regista pelo quinto ano um crescimento consecutivo.

Outras Notícias