Extracção de inertes pode render 5 milhões de euros em multas

14 Fev 2020 / 07:00 H.

“Extracção dolosa de inertes pode render 5 milhões em coimas”. Esta é a notícia em manchete na edição desta sexta-feira. O DIÁRIO dá conta que estão em curso diversos processos-crime e de contra-ordenação, que devem fornecer dados relevantes à comissão de inquérito parlamentar.

O PS-M vai pedir o reagendamento da audição de três entidades governamentais, prevista para o mesmo dia, de hoje a oito dias.

Dividida está a classe política da Região relativamente à eterna controvérsia da eutanásia, onde falta uma posição comum e um debate sério e construtivo. Clara Tiago, deputada do PSD, é das poucas que vê a despenalização da morte assistida com bons olhos.

Neste Dia de São Valentim, olhamos também as relações entre os casais madeirenses e, com o auxílio de especialistas, detectámos “falta tempo, diálogo e de sexo” nas relações que são cada vez mais exigentes e tumultuosas. Uma terapeuta familiar diagnostica os principais obstáculos dos casais e diz como ultrapassá-los já neste dia dos namorados.

“PSP já recebeu 10 queixas de lesados da MB Way na Madeira” e “EDN vai ter nova estrutura accionista” são outras notícias que pode ler na íntegra e em exclusivo no seu DIÁRIO.