Escolas ajudam jovens a ter intervenção responsável no mundo digital

18 Fev 2020 / 12:38 H.

“É na escola que, com um conjunto de projectos e processos de capacitação dos nossos alunos e jovens, conseguimos criar esta responsabilidade junto dos mesmos para que a sua acção enquanto cidadãos [no mundo digital] possa ser também uma intervenção responsável”. Esta foi uma das mensagens transmitidas esta manhã pelo secretário regional de Educação, Ciência e Tecnologia, Jorge Carvalho, na abertura do III Encontro Regional SeguraNet, a decorrer na Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos (EB23) Dr. Eduardo Brazão de Castro.

No evento dirigido aos Directores/Presidentes de Estabelecimentos de Educação/Ensino, professores responsáveis pelos projectos SeguraNet e pelas páginas web das escolas, coordenadores TIC, coordenadores do Projeto Manuais Digitais e outros projectos da responsabilidade da SRE, o governante sublinhou ser inquestionável a dimensão que as tecnologias e o digital hoje ocupam no nosso quotidiano e nas nossas escolas, daí a importância de capacitar para desempenhos responsáveis na área. “Não temos dúvidas de que se prepararmos adequadamente as nossas crianças e nossos jovens teremos também uma intervenção muito capaz ao nível do digital e ao nível das tecnologias”, disse Jorge Carvalho, afirmando que os ambientes digitais “por vezes são apresentados como ambientes de grande risco, mas a grande verdade é que quem transfere para esses ambientes o risco é quem provavelmente no mundo real seria capaz desses mesmos comportamentos. Ou seja, se tivermos crianças, se tivermos cidadãos devidamente capacitados para bons desempenhos do ponto de vista da cidadania, com valores e princípios que no mundo real são competentes e aquilo que se espera de um cidadão, também isso será transferido para o mundo digital e virtual. Ou seja, dificilmente teremos um comportamento de um lado e um comportamento do outro, até porque não são os ambientes em si que são maus. Quem os utiliza é que dá essa dimensão a essas ferramentas e é nesse sentido que entendemos”, alerta.

Daí que sublinhe que a SRE, e as escolas em geral, estão empenhados nesta área, “acreditando que não são ambientes que possamos negar”. Acima de tudo, a aposta passa sim por “conhecer muito bem para estar mais e melhor preparados para o bom desempenho”, disse, acrescentando que “é também capacitando as escolas destas ferramentas que vamos criando ambientes inovadores, facilitadores e capazes não só de motivar alunos mas sim de criar condições para usar as potencialidades que este mundo [digital] oferece”.

Recorde-se que este encontro regional foi promovido pela SRE , através da Equipa dos Ambientes Inovadores de Aprendizagem, da Direcção Regional da Educação, em colaboração com o Consórcio Centro Internet Segura, do qual fazem parte a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., a Direcção-Geral da Educação, o Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P., a Fundação Altice, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e a Microsoft Portugal.

Inserido nas celebrações do Dia da Internet Mais Segura 2020, iniciativa europeia que se comemora em Portugal e que decorrerá ao longo do mês de Fevereiro, mediante a dinamização de diversas sessões de sensibilização, este encontro, subordinado ao tema “Cidadania Digital”, visou sensibilizar a comunidade educativa para uma navegação segura, crítica e esclarecida da internet e dos dispositivos móveis. Pretendeu ainda alertar para a importância da proficiência online e da literacia digital, necessárias para que o cidadão digital possa trabalhar, viver e comunicar em ambientes digitais, de forma positiva e segura. Do programa do evento, constou a conferência “Knox Manager e o papel da Samsung na Educação”, a cargo de Federico Tomé, Technical Account Manager da Samsung Portugal, seguida de uma mesa redonda, na qual estarão presentes diversos especialistas que irão apresentar a sua perspectiva acerca de aspectos fundamentais relacionados com Segurança e Cidadania Digital, proporcionando uma abordagem e uma reflexão multidisciplinar acerca da temática.

No final do encontro teve ainda lugar a entrega de prémios das iniciativas do Centro de Sensibilização SeguraNet/DGE.