Emanuel Câmara afinal foi convidado para o ‘Roteiro de Emprego ’18’

A Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais clarifica declarações do presidente do Porto Moniz

02 Ago 2018 / 14:06 H.

Em referência à notícia publicada na edição de hoje do DIÁRIO, com o título ‘Emanuel ‘atira-se” à “deselegância” de Albuquerque’, a Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais -- através de um comunicado hoje dirigido à redacção -- desmente que o presidente da Câmara Municipal do Porto Moniz não tenha sido convidado para estar presente na sessão “Roteiro de Emprego ’18”, que ontem decorreu no Centro de Ciência Viva, no Porto Moniz.

Ontem, Emanuel Câmara disse que está a ser discriminado pelo Governo de Miguel Albuquerque, garantindo que “não foi convidado qualquer representante do município” para o evento em questão.

A nota do Governo Regional, por seu turno, esclarece que “o próprio presidente da edilidade foi convidado pela administração do Instituto de Emprego da Madeira, no dia 13 do corrente mês para estar presente, através de um e-mail que lhe foi enviado e que nunca respondeu”.

Inclusivamente, a presidente do IEM sublinha que tentou sem sucesso contactar várias vezes com o edil, com quem conseguiu finalmente falar pessoalmente na Expomadeira, a 12 de Julho, no mesmo dia em que a secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, Rita Andrade, visitou o certame.

O comunicado acrescenta ainda que o edil acabou por estar ontem no evento, “onde chegou com meia hora de atraso, acompanhado de uma vereadora do município. A sessão de ontem do “Roteiro de Emprego ’18”, no Porto Moniz, começou pontualmente às 10 horas com a presença da Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, pelo que, quando chegaram, a sessão protocolar de abertura já tinha terminado”.

Recorde-se que na ocasião Rita Andrade revelou que desde o primeiro trimestre de 2015, foram derramados cerca de “55 milhões de euros”, dos quais, nos primeiros seis meses de 2018, “1,3 milhões de euros” foram destinados a “projectos ao empreendedorismo desempregados”.