Deputado do PSD considera votação na Assembleia da República “repugnante”

09 Abr 2020 / 11:26 H.

“Repugnante” é como Carlos Rodrigues classifica o ‘chumbo’, na Assembleia da República, de um projecto de resolução do CDS que recomendava ao Governo a suspensão de artigos da lei das finanças regionais e flexibilização das dívidas da Madeira e dos Açores. A proposta foi rejeitada, com votos contra de PS, PSD e Verdes abstenções de PCP e BE e votos a favor dos restantes.

“A votação, ontem na AR, é repugnante no quadro de um país que se diz unitário. A expressão é mesmo essa. Repugnante”, escreve o deputado do PSD-Madeira na sua página no facebook.

Carlos Rodrigues usa a mesma expressão de Antónia Costa quando reagiu às afirmações do ministro das Finanças holandês sobre a ajuda aos países mais afectados pela covid-19.

“Acho um piadão a este PS e PSD nacionais. Trucidam o holandês voador pelas declarações que fez para depois usar da mesma sobranceria com as suas Regiões”, afirma.