Comunidade alemã na Madeira mobiliza-se

Na Região vivem cerca de 470 cidadãos alemães, destino que comporta quase 25% de todos os turistas que nos visitam

18 Abr 2019 / 11:45 H.

Com as notícias de que o acidente do autocarro de turismo ocorrido ontem na Madeira transportava sobretudo turistas alemães, a comunidade local mobilizou-se quase e imediato em solidariedade aos seus compatriotas.

Na Madeira, números de 2017, vivem cerca de 470 cidadãos alemães, muitos deles com várias décadas dedicadas à vida na terra que acolheram também como sua, destacando-se sobretudo na actividade empresarial ligada ao turismo.

É precisamente no turismo, aliás, que quase um e cada quatro turistas que chegam à Madeira são da Alemanha, números que têm sofrido alguma diminuição em face de algumas rotas canceladas para o destino Madeira.

Em todo o caso, juntamente com os britânicos, os turistas alemães continuam a ter grande papel nos números de visitantes na Madeira.

Aliás, também nos portos, os navios de cruzeiro com origem e enfoque no mercado alemão são dos mais assíduos. Ainda amanhã, deverá chegar um navio com centenas de turistas alemães, o ‘Mein Schiff 6’. No ano passado, quase 200 mil passageiros de navios de cruzeiro alemães chegaram de visita à Madeira, sendo esta a nacionalidade mais representativa. No ano anterior tinham sido quase 206 mil.

Nos hotéis da Região, em 2017, tinham entrado mais de 239 mil hóspedes alemães.

Segundo pudemos apurar, em declarações aos jornalistas junto ao Hospital do Funchal, Ilse Berardo, cidadã alemã radicada na Madeira há várias décadas, anunciou a realização de uma missa em memória das vítimas, que se realizará amanhã, pelas 16h00, na Igreja Presbiteriana que fica ao lado do Jardim Municipal, no Funchal.