Comissão Política Regional do PSD/Madeira considera Orçamento de Estado “uma desilusão”

16 Out 2018 / 20:19 H.

A Comissão Política Regional do PSD/Madeira considera que o Orçamento de Estado (OE) para 2019 “é uma desilusão”, como vincou Pedro Calado, porta-voz daquele órgão do partido.

Aquele membro da Comissão Política enumerou uma série de motivos para sustentar esta sua posição, nomeadamente porque o OE “não garante os 50% do financiamento prometido pelo próprio primeiro-ministro para o novos hospital na sua última visita à Região”; “mantém os juros da dívida elevados, o que demonstra que Estado continua a lucrar com o empréstimo da Região”; porque “diminuiu as transferências do OE para a Madeira em relação ao Açores”; “não assume a proposta aprovada por unanimidade na ALM sobre a revisão do Subsídio Social de Mobilidade”; “não inclui qualquer verba para a ligação marítima de passageiros entre a Madeira e o Continente durante todo o ano”; “não apoia os meios de combate área aos fogos na Região”; “não contempla verbas para o passe sub-23 dos nossos estudantes, obrigando a Região a suportar esses custos com o seu orçamento”; “não regulariza a dívida da República aos subsistemas de saúde que já ultrapassa os 18 milhões de euros”.

O PSD/Madeira assegura, ainda, que não deixará “de lutar por fazer valer os seus pontos de vista e propostas”.

Outras Notícias