Comissão de Inquérito quer ouvir presidente da TAP até 4 de Outubro

Antonoaldo Neves terá de vir explicar a postura da companhia para com a Madeira

13 Set 2018 / 12:39 H.

O Parlamento regional da Madeira já definiu as personalidades e possíveis datas para a audição parlamentar de inquérito à política da TAP para com a Madeira, sendo certo que todos os partidos representados na ‘Comissão Eventual de Inquérito à política de gestão da TAP em relação à Madeira’ aprovaram a convocação de Antonoaldo Neves, presidente executivo da companhia, para ser ouvido entre 24 de Setembro e 4 de Outubro.

A data exacta será à escolha do responsável, uma vez que os deputados dão margem de escolha do dia (entre 24 e 28 de Setembro e 1 a 4 de Outubro). O mesmo ocorrerá com os outros responsáveis que serão convocados a vir ao parlamento regional.

São eles, o presidente da ANA, José Luís Arnaut, entre 8 e 15, 16 ou 17 de Outubro, o ministro das Infrarestruturas e Transportes, Pedro Marques, que está disponível para vir num dos dias úteis de Outubro, e ainda o presidente da Parpública, Miguel Cruz, a 22, 23, 24 ou 25 de Outubro.

Refira-se que por se tratar de uma comissão de inquérito parlamentar, conforme explicou o presidente da mesma, José Prada, as personalidades foram convocadas e não convidadas a prestar esclarecimentos, por isso são obrigados a vir e em datas, no caso com várias à escolha dos mesmos. A falta a esta convocatória tem sanções legais.

É de salientar ainda que a reunião da comissão (onde estão representados CDS, PS, JPP e PCP), realizada esta manhã e que pretendia continuar a definir a metodologia de trabalho, foram apresentadas várias propostas de audição de outras personalidades que, a seu tempo, serão chamadas à ALRAM.

Outras Notícias