Cem anos do armistício assinalados manhã e depois

08 Nov 2018 / 08:55 H.

Os antigos combatentes celebram no próximo domingo na Região o Dia do Armistício que assinala o fim da 1ª. Grande Guerra Mundial e simultaneamente vão assistir à bênção da primeira pedra para o Monumento de São Martinho. O programa começa amanhã e continua no dia 11. As cerimónias de cariz religioso estão abertas a todos.

Amanhã pelas 20 horas no Convento de Santa Clara terá lugar a Celebração Ecuménica ‘Juntos pela Paz, revela o padre António Francisco Simões, responsável pela organização. No domingo seguem as celebrações com uma Missa na Sé, pelas 9 horas e uma homenagem aos Mortos da Grande Guerra, junto do Monumento, na Avenida do Mar.

Às 11h30 há uma sessão no Salão Nobre do Palácio de São Lourenço e uma hora depois a inauguração da Exposição Comemorativa do 100.º Aniversário do Armistício. A comemoração termina com uma outra missa às 17 horas na Sé.

A organização vai aproveitar a data para fazer um levantamento dos madeirenses que fizeram parte dos contingentes portugueses na 1ª. Guerra Mundial. “As pessoas que tiverem conhecimento destes militares já falecidos, podem telefonar para o Tel. 968041678, dando o respectivo nome e alguns dados específicos”, pede o padre Simões.