CDU denuncia “cartas intimidatórias” da CMF para quem vive nos bairros sociais

10 Nov 2018 / 19:09 H.

A CDU esteve este sábado no Bairro de Santa Maria onde ouviu as preocupações colocadas pelos moradores, devido a um processo de actualização das rendas, que a Câmara Municipal do Funchal está a desencadear.

No local a deputada municipal Herlanda Amado, disse ser “inaceitável” a forma como os moradores dos bairros camarários estão a ser tratados.

“A autarquia não pode marginalizar e chantagear quem vive nos bairros sociais e é desta forma que os moradores se sentem devido às cartas que têm recebido, onde são exigidos documentos para um processo de actualização de rendas, a serem entregues em 30 dias, e no caso de não ser cumprido este prazo, terão as rendas aumentadas automaticamente para o máximo de renda técnica”, refere o CDU em nota enviada à imprensa.

“A autarquia não investiu ao longo de décadas nestes bairros e os moradores sentem-se injustiçados com estas cartas intimidatórias. A CDU acompanhará este processo até que os moradores vejam o seu direito à casa, garantido”, conclui.

Outras Notícias