Câmara Municipal da Ponta do Sol admite avançar com processo judicial contra a instalação de um projecto de piscicultura

08 Set 2018 / 12:36 H.

Se houver matéria a Câmara Municipal da Ponta do Sol admite avançar com processo judicial, poderá ser uma providência cautelar, contra a instalação de um projecto de piscicultura na frente-mar da vila. Célia Pessegueiro disse-o aos jornalistas à margem da sessão solene dos 517 anos do município pontassolense.

A autarca socialista referiu no seu discurso que embora a edilidade não tenha parecer vinculativo a população terá uma expresso que motivou aplausos da plateia do auditório John dos Passos.