Câmara de Lobos ‘reflectiu’ sobre os direitos humanos

10 Nov 2018 / 10:06 H.

No contexto das comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, bem como do Dia Municipal para a Igualdade, a autarquia camaralobense promoveu, ontem, nos Paços do Concelho, a abertura da exposição ‘Livres e Iguais’ e uma sessão informativa subordinada ao tema.

Cerca de 80 pessoas assistiram, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, à sessão informativa proferida por Marco Teles, responsável pelo Centro de Informação Europe Direct Madeira (CIEDM), subordinada ao tema dos Direitos Humanos. Assuntos como a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia e a Igualdade foram o mote desta reflexão.

Após o enquadramento com a temática dos Direitos Humanos, e no âmbito de uma parceria entre a Câmara Municipal de Câmara de Lobos e a Escola Superior de Enfermagem São José de Cluny, decorreu a apresentação da primeira parte do estudo de ‘Caracterização do Nível de Dependência e Qualidade de Vida dos Idosos das Zonas de Maior Vulnerabilidade Social do Concelho de Câmara de Lobos’, por Luísa Santos, Professora Doutora da Escola Superior de Enfermagem S. José de Cluny.

De um estudo observacional transversal do tipo exploratório-descritivo e de natureza quantitativa, realizado a 177 idosos, com o intuito de conhecer o nível de dependência da população, o nível da qualidade de vida relacionada com a saúde da população-alvo, identificar necessidades de saúde e disponibilizar aos decisores políticos e organizacionais indicadores pertinentes sobre o nível de dependência e necessidades de saúde da população-alvo, foi possível concluir que o município deverá continuar com o trabalho de proximidade que tem vindo a levar a cabo, investindo na intervenção com os cuidadores, formais e informais, na educação para a saúde (prevenção de quedas e cuidados com a polimedicação) e em actividades instrumentais de vida, para as quais os centros de dia e de actividades ocupacionais contribuem consideravelmente.

É ainda de referir que, resultado de um desafio lançado às entidades públicas, privadas, associações e IPSS`s locais para que criassem um trabalho, preferencialmente com recurso a materiais recicláveis, subordinado ao tema dos Direitos Humanos, estará patente ao público entre os dias 9 e 16 de novembro de 2018, no hall de entrada da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, a exposição ‘Livres e Iguais’.