Bernardo Trindade quer ser ouvido na Comissão de Inquérito à TAP a 12 de Novembro

18 Out 2018 / 19:16 H.

O administrador não executivo da TAP, o madeirense Bernardo Trindade, manifestou hoje disponibilidade para ser ouvido a 12 de Novembro na Comissão Eventual de Inquérito à Política de Gestão da TAP em relação à Madeira.

O representante do Estado no conselho de administração da TAP vem à Assembleia Legislativa onde foi deputado explicar aos paralamentares afinal o que se passa com os preços das viagens de e para a Madeira, bem como a questão dos cancelamentos mais frequentes neste ano.

A Comissão reuniu esta semana para agendar as próximas audições a responsáveis. Segundo o presidente da Comissão, José Prada, vão ser ouvidos os presidente da Parpública, Miguel Cruz, e da ANA, Thierry Ligonnière, a 24 de Outubro e a 5 de Novembro, respectivamente.

Os deputados foram unânimes em criticar a falta de resposta do ministro das Infra-estruturas e Transportes, Pedro Marques, por quem decidiram aguardar até ao final de Outubro para que diga quando poderá vir à ALRAM. Caso contrário, accionarão medidas e tomaram “providências”, sendo certo que pode incorrer em crime de desobediência, segundo a lei. O ministro esteve hoje na Madeira.

Tópicos