Atlanticulture Center internacionalizado

Cabo Verde vai integrar as redes de centros culturais da Atlanticulture

19 Out 2018 / 21:00 H.

A Atlanticulture, unidade de produção de conhecimentos e desenvolvimento de iniciativas nas áreas das artes, cultura e criatividade, com sede na Madeira, vai ter presença em Cabo Verde, confirmam ao DIÁRIO os responsáveis da Atlanticulture que esta semana visitaram os espaços sugeridos pelo Governo de Cabo Verde para a instalação do Centro Cultural e reuniram com o Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC), Abraão Vicente.

Cumpre-se assim uma meta traçada por Sérgio Nóbrega e José Paulo do Carmo e que teve bom acolhimento local. Em Junho, aquando da inauguração do Atlanticulture Center em Machico, Miguel Albuquerque já tinha manifestado publicamente que esta era uma oportunidade de ouro para a internacionalização da Cultura “Made In Madeira”.

O anúncio oficial só chegou ontem à tarde na Página Oficial do Governo de Cabo Verde. A novidade foi avançada Abraão Vicente, que esteve na Madeira em Junho passado, como convidado de honra para falar sobre a gestão cultural em Cabo Verde e o modo como o país tem estado a criar, de certa forma, uma dinâmica para a internacionalização da cultura, no evento de inauguração do Atlanticulture Center da Madeira e que tinha ficado encantado com o conceito apresentado pela empresa madeirense.

“A Atlanticulture Center quer fazer uma rede de centros culturais da mesma dimensão e com a mesma dinâmica que foi inaugurada na Madeira. O grupo quer expandir-se por Cabo Verde, Luanda (Angola), Maputo (São Tomé e Príncipe) e provavelmente em Macau. O objetivo é criarmos uma rede que faça programações culturais a nível destes países. Por exemplo, na Madeira abriu-se a exposição de DDiArte que é uma das duplas mais conhecidas no mundo da fotografia digital. Queremos trazer esta dinâmica e esses artistas para Cabo Verde, algo que só iremos conseguir de facto com a mobilização de fundos europeus”, anunciou Abraão Vicente.

A Atlanticulture tem como principal campo de acção a criatividade e a cultura contemporânea, desde uma perspetiva inclusiva e multidisciplinar. Comprometidos com a cultura como ferramenta para reformular a sociedade contemporânea, gerar mudanças efectivas e impactos positivos, a Atlanticulture está constantemente à procura de respostas aos desafios modernos, tanto sociais, humanos e materiais, combinando criatividade, economia, indústria, comunicação, pesquisa e inovação.

O ‘Atlanticulture Center’, instalado no Fórum Machico, promovido pela Atlanticulture, tem como missão a promoção e desenvolvimento das Artes, Cultura e Criatividade da Madeira e assume-se como Incubadora Cultural e Criativa do Atlântico.

Outras Notícias