Albuquerque garante que outra parte do processo das iluminações de Natal ficará resolvida na próxima semana

10 Nov 2018 / 10:57 H.

Albuquerque, que está a participar na Na conferência ‘Educação – Projecto Sustentável para uma Sociedade Autónoma’, que está a decorrer no Auditório da Segurança Social, garante que a outra parte do processo das iluminações de Natal ficará resolvida na próxima semana.

Sobre os problemas surgidos no concurso das iluminações, o presidente do Governo Regional alegou o cumprimento da lei para justificar o atraso, assegurando porém que a outra parte que ainda não está resolvida “será resolvida na próxima semana. “Tenho a certeza”, afirmou, alegando por isso não haver razões para entrar em stress

O chefe do executivo regional disse que, ao nível da educação, “agora temos tido resultados muito bons”, destacando “o esforço que tem sido feito e a motivação dos professores” e “o modelo que tem trazido resultados”.

Sublinhou que “ao contrário dos partidos da geringonça que em campanha eleitoral disseram que iam repor o tempo de serviço dos professores, eu aqui nada disse, mas os professores já sabem que vamos repor integralmente o tempo de serviço”.

Sobre a construção da nova escola secundária da Ribeira Brava disse que o Governo está a tentar junto da empresa (Somague) garantir a construção dentro do prazo previsto, caso contrário, “temos de rescindir e abrir um novo concurso”.

David Justino, o ex ministro da Educação, defende uma Educação de Infância - dos 6 meses aos 6 anos - como uma prioridade e acima de tudo, como desígnio nacional.

Perante a realidade nacional no que diz respeito à natalidade, considera que “não nos podemos estar a queixar do problema da natalidade e depois não fazer nada pela infância e além disso pela maternidade”.

Diz que “essa coisa de políticas de natalidade não existe. O que existe são ou políticas de maternidade favorecendo a política acolhedora e amiga das crianças”. Considera esta perspectiva como fulcral mas critica o governo da República de não ser “suficientemente sensível a isto”.